25º Inffinito Film Festival acontece de 4 a 18 de setembro nos EUA

Filmes selecionados para mostra internacional representam as várias faces do cinema brasileiro

0
584
Marieta Severo será a homenageada na 25ª edição do Inffinito Film Festival (Foto: Imirante)
Marieta Severo será a homenageada na 25ª edição do Inffinito Film Festival (Foto: Imirante)

DA REDAÇÃO – Representar e difundir o cinema brasileiro no exterior sempre foi a principal missão da Inffinito, formada pelas irmãs Adriana e Claudia Dutra e por Viviane Spinelli. O objetivo foi alcançado com grande êxito porque o festival está em seu 25º ano consecutivo. O Festival de Cinema Brasileiro, que iniciou em Miami, ganhou asas próprias e conquistou o mundo, tornando-se referência das produções audiovisuais brasileiras em terras estrangeiras. Agora, em setembro, o Inffinito Film Festival movimenta a cena norte-americana, com presença em New York e Miami. A atração é a criteriosa seleção de filmes para as mostras competitivas exibidas entre 4 e 18 de setembro. O formato híbrido contempla ao todo 55 produções  – este ano, pela primeira vez, a seleção conta com três coproduções Brasil-Estados Unidos: um longa e três curtas-metragens. Os filmes serão exibidos através da www.inff.online – primeira plataforma internacional de streaming dedicada exclusivamente ao audiovisual brasileiro, lançada pela Inffinito no ano passado. Além das mostras online, com o avanço da vacinação e a flexibilização das regras de isolamento social nos Estados Unidos, quem estiver em New York e Miami poderá assistir presencialmente a exibições ao ar livre e shows.

Aqui está a programação virtual das obras apresentadas no Inffinito Film Festival:

Sala 1 / American Airlines – MOSTRA COMPETITIVA DE FICÇÃO

Sessões às 7:00 PM (filme fica disponível por 24h)

Filmes em Competição

  • A Mesma Parte De Um Homem, de Ana Johann
  • A Queda, de Diego Rocha
  • Cemitério das Almas Perdidas, de Rodrigo Aragão
  • Curral, de Marcelo Brennand
  • De Perto Ela Não É Normal, de Cininha de Paula
  • King Kong en Assuncíon, de Camilo Cavalcante
  • Madalena, de Madiano Marcheti
  • O Palestrante, de Marcelo Antunez
  • Raia 4, de Emiliano Cunha
  • Sertânia, de Geraldo Sarno
  • Um dia Com Jeruza, de Viviane Ferreira
  • Um Dia Qualquer, de Pedro Von Krüger

Sala 2 / Laura Fernandes – MOSTRA COMPETITIVA DOCUMENTÁRIO

Sessões às 9:00 PM (filme fica disponível por 24h)

Documentários em Competição

  • A Mulher da Luz Própria, de Sinai Sganzerla
  • A nossa bandeira jamais será vermelha, de Pablo Guelli
  • Alvorada, de Ana Muylaert e Lô Politi
  • Ana. Sem Título, de Lúcia Murat
  • Chico Mario – A melodia da Liberdade, de Silvio Tendler
  • Doidos de Pedra – O Paraíso Ameaçado, de Luiz Eduardo Ozório
  • Dorival Caymmi – Um Homem de Afetos, de Daniela Broitman
  • Extermínio, de Mirela Kruel
  • Glauber, Claro, de César Meneghetti
  • Máquina do Desejo, de Lucas Weglinski e Joaquim Castro
  • Por Onde Anda Makunaima, de Rodrigo Séllos
  • Reflexo do Lago, de Fernando Segtowick
  • Ziraldo, uma obra que pede socorro, de Guga Dannemann

Sala 3 / Titanio Filmes – MOSTRA COMPETITIVA CURTA

Filmes ficam disponíveis a qualquer horário.

Curtas em competição

  • 111+, de Ivaldo Correia
  • A Balada da Nobre Senhora, de Hsu Chien
  • A Lista, de Luciana Oliveira
  • Adelaide, Aqui Não Há Segunda Vez Para o Erro, de Anna Zepa
  • Alfazema, de Sabrina Fidalgo
  • Antígona Pajubá, de Fabricio Boliveira
  • Atordoado, Eu Permaneço Atento, de Henrique Amud e Lucas H. Rossi dos Santos
  • Debaixo do Guarda-Chuva pra Ser Resistência, de Vini Poffo
  • Entre, de Ana Carolina Marinho e Luz Bárbara
  • Éter Godzilla, de André Alves Pinto
  • Gado Marcado, de Estevan Muniz
  • Histórias de uma Cidade, de Felipe Nepomuceno
  • Isabela, de Diego Lopes
  • Janelas Daqui, de Luciano Vidigal e Arthur Sherman
  • Janelas Pelo Mundo – AM to PM, de Bia Oliveira
  • João Bosco e Aldir Blanc – Parceria é isso aí, de Pedro Pontes
  • Nina Aprende a Andar de Bicicleta, de Luisa Parnes
  • O Buraco, de Zeudi Souza
  • O Sobrevivente, de Silvia Rocha Campos
  • Simples Assim, de Luciana Bitencourt
  • Vai Melhorar, de Pedro Fiuza
  • Zero, de Sacha Bali

Sala 4 / Marieta Severo – MOSTRA HOMENAGEM

Exibição de filmes da atriz Marieta Severo, profissional ícone do audiovisual brasileiro que contribuiu de maneira decisiva para o fortalecimento da indústria cinematográfica do Brasil, recebe uma justa homenagem da 25ª edição do Inffinito Film Festival.

Filmes Homenagem Marieta Severo

Sessões às 10:00 PM (filme fica disponível por 24h)

  • A Dona Da História, de Daniel Filho
  • Carlota Joaquina, Princesa do Brasil, de Carla Camuratti
  • Cazuza: O Tempo Não Para, de Walter Carvalho e Sandra Werneck
  • Com Licença, Eu Vou à Luta, de Lui Farias
  • Noites de Alface, de Zeca Ferreira
  • Vendo ou Alugo, de Betse de Paula

Sala 5 / Garcia Family Foundation – DEBATES & LIVES

Todas Lives são às 7:00 PM EST (horário EUA)

31 de agosto – 7:00 PM

Dom Salvador e os diretores do documentário Dom Salvador e Abolição Artur Ratton e Lilka Hara

Moderadora: Adriana L. Dutra

7 de setembro – 7:00 PM

Sidney Magal e Joana Mariani, diretora do documentário Me Chama que Eu Vou

Moderadora: Adriana L. Dutra

14 de setembro – 7:00 PM

Atriz homenageada Marieta Severo

Moderadora: Adriana L. Dutra

As Lives serão transmitidas ao vivo no Instagram e gravadas para a exibição na Sala Garcia Family Foundation.

Debate

Os debates são realizados sempre as 7:00 PM EST (horário EUA)

9 de setembro – Como funciona indústria audiovisual no mundo?

Este debate visa entender as politicas de proteção e investimento no setor audiovisual nos EUA, China, Inglaterra, França, Argentina e Brasil.

16 de setembro – O futuro do streaming e festivais de cinema.

Vamos conversar com representantes de plataformas de VOD e Festivais de cinema pelo mundo.