Acusado de matar agente do TSA em Miami gravou vídeo contando dinheiro que recebeu pelo crime, diz promotoria

Crime teria sido encomendado por mulher, que pagou o matador de aluguel com dinheiro recebido do governo de forma fraudulenta durante a pandemia

0
2163
Video mostra acusado de crime contando dinheiro (Foto Reprodução Miami Herald)

Três pessoas foram presas acusadas pelo assassinato da jovem Le’Shonte Jones, de 24 anos, na porta da sua casa em maio do ano passado em Miami. O acusado de ter recebido dinheiro para executar o crime, Javon Carter, gravou um vídeo logo depois de matar a agente contando o dinheiro que recebeu. “Mais um dia de trabalho”, disse Carter, que teria recebido $10 mil para matar a agente.

O vídeo foi encontrado pela polícia no celular de Carter, que está preso. Ele está preso e pode ser condenado à pena de morte.

De acordo com a acusação, a mandante do crime é Jasmine Martinez, que recebeu $15 mil do governo de forma fraudulenta em um auxílio para pequenas empresas afetadas pela covid. Ela está presa. Outro homem também foi preso acusado de auxiliar na execução e planejamento do crime.

Os investigadores chegaram até os acusados por meio de câmeras de segurança, que gravaram Carter seguindo a vítima alguns dias antes do crime. Ela foi atingida à queima-roupa na porta de casa e o crime foi presenciado pela filha dela de três anos.

A motivação para o crime seria o envolvimento da agente do TSA com um ex-namorado de Jasmine. Ela já havia sido presa em 2016 por ter agredido Le’Shonte. (Com informações do Miami Herald)

Agente do TSA foi brutalmente assassinada na porta de casa