Advogado tira dúvida dos leitores sobre imigração – Edição586

0
1574

Fui para Boston com 15 anos em 2000 eu e minha irmã, meus pais já estavam lá há 6 meses, chegamos em outubro e em abril eu e minha família entramos na lei de anistia. Vivi nos EUA por cinco anos, voltei para o Brasil em 2006, moro há 7 anos em Londres. Estou querendo ir de férias para os EUA. Existe alguma possibilidade de não me deixarem entrar no País?

Renata – Sim, infelizmente você está sujeito a uma penalidade de 10 anos em virtude do período de irregularidade que você passou nos EUA. Você não diz se já tem posse do visto ou se pretende entrar com cidadania Inglesa (que qualifica para isenção de visto). Essas informações são essenciais, já que, na sua petição de visto, terá de notificar a imigração se você já morou irregularmente nos EUA.

Eu sou americana, me casei com imigrante brasileiro e nós temos dois filhos, nascidos aqui. Ele veio para Estados Unidos em 2006 e na entrada ele foi deportado. Eles deram carta para ele não voltar dentro de cinco anos. Ele voltou em 2007 e está aqui todo esse período. Nos casamos em 2012… teria alguma chance de ele se legalizar aqui? Qual procedimento seria o melhor?
Renata – O seu esposo precisa pedir ao governo americano perdão da violação imigratória, também conhecido como waiver. Em virtude da política imigratória do governo Obama que visa a unificação de famílias, esses casos têm recebido decisões favoráveis, mas continuando sendo delicados. Sugiro que você entre em contato com nosso escritório para discutirmos em detalhe as opções do seu marido!

Sou cidadã americana e apliquei em 2013 para o meu filho obter o green card. Ele tem 32 anos, casado e mora no Brasil. A imigração me enviou aquela carta dizendo que o pedido foi aceito e que era para aguardar novas informações. Escuto leigos falarem que esse processo leva muito tempo. Gostaria de saber se é isso mesmo. Obrigada.
Renata – O processo do seu filho leva em média 8 a 10 anos. A carta inicial recebida de aprovação não determina que ele está por receber o green card, e sim que o relacionamento familiar que o qualifica para um green card foi considerado adequado. Infelizmente no caso do seu filho só resta esperar.

Gostaria de saber o seguinte, tenho visto de 10 anos, o período máximo de permanência nos EUA é de 6 meses, se eu ficar estes 6 meses e retornar, depois de quanto tempo posso voltar para? Exemplo: fico nos EUA 6 meses, volto para o Brasil e fico 2 semanas, aí volto para os Estados Unidos e fico mais 6 meses. Pode?
Renata – Poder é relativo… depende da conclusão tirada pelo agente imigratório que fizer a sua admissão ao país. O agente imigratório não é obrigado a dar o período de seis meses no momento de entrada, ou seja, se você ficar 6 meses, sair, e retornar, ele pode 1) deportá-lo na entrada , 2) dar uma permanência reduzida no país, ou 3) permitir a sua entrada e dar 6 meses de permanência. Infelizmente você só saberá no momento que tentar entrar…

Minha esposa foi para os Estados Unidos com visto de turista em abril deste ano, já no território americano ela descobriu que estava grávida e resolveu permanecer até o bebê nascer. Ela está voltando para o Brasil e já se passaram dois meses que venceu a permanência dela, quais as complicações que ela terá com o visto de turista dela e quais as atitudes a serem tomadas por ela para amenizar a situação? Obrigado.
Renata – Não há como amenizar o fato que ela ficou no país de maneira irregular, mesmo que em virtude de uma condição de saúde. Se ela ainda está de posse do visto de turista, ela pode, junto com a documentação médica dizendo que ela estava impossibilitada de sair do país, apresentar o documento para o agente imigratório no momento de entrada. O mesmo vale para o pedido do visto no Brasil. Infelizmente não há lei que a ampare nesses casos.

Entrei nos EUA em 1999, fiquei ilegal esses anos todos, regressei ao Brasil em 2012, será que a imigração pode me reter quando eu regressar agora? Tenho uma filha americana, porém ela não irá comigo, nunca tive nenhum problema com imigração, nem polícia. Fiquei devendo uma casa que foi a leilão, única coisa que ficou pendente.
Renata – Você não menciona se tem visto para entrada, já que isso fará grande diferença na sua tentativa de entrada. Se você tem que pedir o visto, terá que declarar que morou no país irregularmente, o que inevitavelmente reduzirá suas chances de conseguir a entrada. Se você já tem o visto ainda válido, dependerá do agente imigratório que receba você na entrada. Vale lembrar que a digitalização de informações faz com a imigração tenha acesso a mais informações no passado, e fica cada dia mais difícil entrar no país depois de período de irregularidade.

Renata Castro, advogada com escritório em Weston e Naples (FL), telefone (954) 888-6383.

Previous articleAeroporto 2016
Next articleFacebook entra na briga pela reforma imigratória
Fundado em outubro de 2000, o AcheiUSA Newspaper é um jornal semanal em português distribuído gratuitamente por centenas de estabelecimentos comerciais brasileiros, americanos e hispânicos, espalhados pelo estado da Flórida. Com notícias locais, imigração, cultura, agenda de eventos, cobertura social, negócios e a maior seção de anúncios classificados grátis em português fora do Brasil, o AcheiUSA é o mais completo e popular portal para os brasileiros vivendo nos Estados Unidos.