Brasil

Aeroportos brasileiros retornam à normalidade com o fim da greve dos aeronautas

A greve, iniciada na segunda (19), durou cinco dias e paralisou voos na semana que antecedeu o Natal nos principais aeroportos do país

Acaba a greve de pilotos e comissários no Brasil. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Mais de 5,8 mil aeronautas aceitaram a proposta de convenção coletiva e encerraram a paralisação parcial nos principais aeroportos brasileiros na última sexta-feira (23). A greve, iniciada na segunda (19), durou cinco dias e paralisou voos na semana que antecedeu o Natal.

A proposta acordada prevê reajuste de 6,97% sobre salários e benefícios e foi aceita por 70% da categoria. Além de ajuste salarial, os aeronautas tiveram conquistas com relação a jornada de trabalho, férias e multa indenizatória a ser paga pela empresa ao exceder o horário de trabalho em início de folga. Os aeronautas concordaram com o valor de R$ 500 por mudança de escala que invada o dia de descanso do tripulante.

A greve vinha sendo realizada diariamente sempre das 6h às 8h da manhã, nos aeroportos de Congonhas (São Paulo), Guarulhos (SP), Galeão, Santos Dumont (ambos no Rio), Viracopos (Campinas), Porto Alegre, Fortaleza, Brasília e Confins (Grande Belo Horizonte).

Baixe nosso aplicativo