Agente de imigração é acusado de forjar documento para deportar mexicano

Ex-oficial do Immigrations and Customs Enforcement vai ficar preso por 30 dias

0
2896
Ignacio Lanuza quase foi deportado depois que um agente do ICE forjou documentos de seu caso
Ignacio Lanuza quase foi deportado depois que um agente do ICE forjou documentos de seu caso

Da Redação com Buzz Feed – O ex-agente de imigração Jonathan M. Love foi condenado a 30 dias de prisão, na quarta-feira (20), por forjar um documento com intuito de prejudicar e deportar o imigrante mexicano Ignacio Lanuza. Ele também foi penalizado com a prestação de cem dias de serviços comunitários, $12 mil de restituição à vítima e foi proibido de trabalhar como advogado por dez anos.

O ex-agente só foi condenado 22 meses depois de o governo americano já ter conhecimento de que o documento havia sido forjado, segundo reportagem do Buzz Feed. “Não apenas um, mas vários setores do governo sabiam do que estava acontecendo e nada fizeram”, disse a ativista pró-imigrante Glenda Aldana Madrid que é advogada de Lanuza.

Em 2009, quando Lanuza estava com um processo de deportação em aberto, Love submeteu à Corte um documento falso dizendo que o imigrante havia ido ao México voluntariamente no ano 2000, o que o desqualificaria para receber o benefício de ter ficado nos EUA por dez anos consecutivos. Exames forenses mostraram que diversas partes do documento haviam sido forjadas, inclusive assinaturas.

Os advogados do mexicano levaram as provas da falsificação para a Corte que decidiu reabrir o caso em abril de 2012, quando um juiz interrompeu o processo de deportação de Lanuza e concedeu para ele o green card.

“O ICE tem tolerância zero com servidores que abusam de sua autoridade. O caso demorou para ser concluído porque entrevistamos dezenas de testemunhas e revisamos o caso por diversas vezes para garantir que fosse feita a justiça”, informou o ICE em comunicado.

Já Lanuza, se disse aliviado em ver que sua exaustiva batalha legal chegou ao fim. “Não sei te dizer o que levou o agente fazer isso comigo, mas ele fez e está pagando por isso”, concluiu.