Alerta para falta de petróleo em 2023 decepciona EUA

Opep, que congrega a associação dos exportadores, deve produzir apenas 100 mil barris por dia

0
1054
Os EUA provavelmente esperavam um aumento maior da produção (Foto: wikipedia.org)
Os EUA provavelmente esperavam um aumento maior da produção (Foto: wikipedia.org)

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados, grupo conhecido como Opep+, anunciaram um ligeiro aumento na produção para setembro, apesar dos pedidos para acelerar e tentar conter os altos preços do petróleo.

A aliança petrolífera decidiu aumentar a produção em 100 mil barris por dia (bpd) até setembro, de acordo com um comunicado divulgado após a 31ª Reunião Ministerial de membros e não membros da organização.

A reunião observou que há “disponibilidade muito limitada” de capacidade ociosa devido à falta de investimento de longo prazo no setor de petróleo. O investimento insuficiente no setor da indústria petrolífera “afetará a disponibilidade de oferta adequada em tempo hábil para atender à crescente demanda além de 2023”, destaca o comunicado. A próxima reunião da Opep+ será realizada em 5 de setembro.

Noah Barrett, analista de Pesquisa para Energia e Serviços Públicos na Janus Henderson Investors, comentou que o aumento real da oferta pode ser ainda menor do que os 100 mil barris, pois muitos países podem não conseguir cumprir com suas cotas.

“Os EUA provavelmente esperavam um aumento maior da produção, especialmente após a recente viagem de Biden ao Oriente Médio”, afirma Barrett. Ele destacou a parte do comunicado sobre a capacidade excedente apertada.