Alta de juros nos Estados Unidos causa diminuição na oferta de empregos

Comércio varejista, comércio atacadista e áreas da educação dos governo estaduais e locais foram setores que apresentaram mais reduções

0
441
Presidente do Fed, Jerome Powell, disse na semana passada que o processo para reduzir a inflação provavelmente envolveria um período de crescimento econômico abaixo da tendência (Foto: pbs.org)
Presidente do Fed, Jerome Powell, disse na semana passada que o processo para reduzir a inflação provavelmente envolveria um período de crescimento econômico abaixo da tendência (Foto: pbs.org)

O aumento da taxa de juros decretado periodicamente pelo Fed (Federal Reserve) tem provocado queda no número de vagas de emprego nos Estados Unidos. Até o final de junho, houve redução de 605 mil vagas, indicando uma demanda mais fraca do mercado de trabalho, informou o Departamento do Trabalho dos EUA na terça-feira (2).

As maiores reduções nas vagas de emprego foram no comércio varejista, comércio atacadista e na educação dos governos estaduais e locais, com declínios de 343 mil, 82 mil e 62 mil, respectivamente, de acordo com um relatório do Escritório de Estatísticas do Trabalho do Departamento.

O relatório de desemprego de junho, divulgado no início de julho, mostrou que o número de desempregados caiu ligeiramente para 5,9 milhões. Mesmo com a queda acentuada nas vagas, ainda havia aproximadamente 1,8 vagas por trabalhador disponível.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego semanais nos EUA vêm aumentando desde abril e estão perto do maior nível desde novembro, outro sinal de que o mercado de trabalho pode estar esfriando. O número diminuiu ligeiramente até chegar em 256 mil na semana que terminou em 23 de julho.

Autoridades do Fed observam de perto os dados do mercado de trabalho enquanto continuam o caminho agressivo de aumento das taxas para combater a inflação crescente. O presidente do Fed, Jerome Powell, disse na semana passada que o processo para reduzir a inflação provavelmente envolveria um período de crescimento econômico abaixo da tendência e “alguma flexibilização nas condições do mercado de trabalho”.

“Mas esses resultados provavelmente são necessários para restaurar a estabilidade de preços e preparar o terreno para alcançar o emprego máximo e preços estáveis ​​no longo prazo”, disse Powell.

Os empregadores dos EUA criaram 372 mil empregos em junho, com a taxa de desemprego permanecendo em 3,6%, um pouco acima do nível de antes da pandemia.

O ex-secretário do Tesouro dos EUA, Lawrence Summers, que alertou sobre os riscos de inflação em fevereiro de 2021, disse recentemente que a taxa de desemprego nos EUA precisaria subir acima de 5% por um período sustentado para reduzir a inflação. ν