Americano que despertou do coma após 19 anos morre no Arkansas

Terry Wayne Wallis sofreu um grave acidente de carro em 1984 e ficou em estado vegetativo até 2003, quando recobrou a consciência e disse a palavra "mãe"; ele ficou mundialmente conhecido como 'o homem que dormiu por 19 anos'

0
1681
Terry Wayne Wallis e a mãe Angilee Wallis, que morreu em 2018 (foto: Reprodução)
Terry Wayne Wallis e a mãe Angilee Wallis, que morreu em 2018 (foto: Reprodução)

Terry Wayne Wallis, o homem que ficou mundialmente conhecido ao acordar do coma após 19 anos, morreu no último dia 29 de março, aos  67 anos. O obituário publicado nesta segunda-feira (10) não foi informou a causa da morte. Wallis, que morava em Marianna, no Arkansas, despertou em 2003, surpreendendo médicos e pessoas próximas. Ele sofreu um grave acidente de carro em 1984, seis semanas após o nascimento da sua filha. O veículo em que ele e um amigo estavam perdeu o controle e caiu em um riacho, sendo encontrado no dia seguinte. Wallis ficou em estado vegetativo e o amigo faleceu. 

Ao recobrar a consciência, o sobrevivente pronunciou a palavra “mãe” e , em seguida, pediu uma ligação para sua avó, que havia morrido vários anos antes. Ele até mencionou o número de telefone dela de memória. “Em seguida, ele falou a palavra ‘leite’, depois ‘Pepsi’. E agora é qualquer coisa que ele queira dizer”, disse Alesha Badgley, diretora social da clínica de reabilitação, à Associated Press, na ocasião. Desde então, o americano ficou conhecido em todo o mundo como “o homem que dormiu por 19 anos”, e sua história foi fonte de inúmeras notícias e artigos médicos.

O texto do obituário diz que sua mãe e toda a sua família cuidaram dele incansavelmente durante o coma e depois. “Eles o traziam para casa em fins de semana alternados por anos. Os médicos acreditam que essa estimulação contribuiu para seu despertar. Ele “gostava de comer qualquer coisa a qualquer hora e adorava beber Pepsi. Será lembrado por seu maravilhoso senso de humor”.

Wallis deixa sua única filha, netos, seu pai e seus três irmãos, que moram em Big Flat, no Arkansas. A mãe dele, Angilee Wallis, morreu em 2018.