Arma de fogo dispara acidentalmente e adolescente mata amigo em Hialeah, FL

Os dois “estavam simulando um vídeo de rap” quando a arma disparou a acertou o peito de um dos adolescentes

0
1006
Jonathan Batista será indiciado por homicídio culposo (foto: Eric Matheny)
Jonathan Batista será indiciado por homicídio culposo (foto: Eric Matheny)

Um jovem de 18 anos atirou acidentalmente e matou o amigo, de também 18, enquanto os dois “estavam simulando um vídeo de rap” em Hialeah, na Flórida. Segundo os policiais o crime aconteceu no último dia 22 de outubro e foi divulgado pela polícia nesta terça-feira (3).

Agora, Jonathan Batista será indiciado por homicídio culposo – quando não há intenção de matar.

Segundo disseram as autoridades ao jornal Miami Herald, os dois adolescentes e um amigo estavam hospedados em um apartamento em East Hialeah quando Batista “acidentalmente atirou no peito da vítima” identificada como Brian Shakur Meridor. Quando os policiais chegaram ao local, o terceiro jovem fazia massagem cardíaca no colega já desacordado.

Eles contaram aos policiais que não sabiam que a arma estava carregada.

A polícia afirma que o revólver pertencia a Andres Otaiza, 18, que alugou o apartamento aos três amigos. Mais tarde, a polícia descobriu que a arma havia sido roubada de um carro no condado de Broward em dezembro.

“Estamos todos abalados com o trágico incidente ocorrido na semana passada e nossos corações estão com a família do jovem que perdeu a vida neste acidente horrível”, disse o advogado de defesa de Batista, Eric Matheny. “Jonathan e sua família oferecem suas mais profundas condolências. Estamos preparados para responder às acusações criminais contra ele e pedir que a privacidade da família Batista seja respeitada durante este momento tão difícil.”

Matheny chamou seu cliente de “jovem brilhante e ambicioso” que está na escola, planeja se tornar um barbeiro e um dia espera abrir uma joalheria.

Ele pagou fiança e aguardo o julgamento em liberdade.