Armado com um rifle, atirador entra em boate gay no Colorado e mata cinco

Outras 18 pessoas ficaram feridas, duas em estado grave; suspeito foi contido por frequentadores da casa de shows que o detiveram até a chegada da polícia

0
819
Incidente aconteceu por volta das 11:57 pm deste sábado (foto: Wikimedia)

Um homem abriu fogo em uma boate LGBTQ em Colorado Springs, no Colorado, na noite deste sábado (19), matando cinco pessoas e ferindo outras 18. O departamento de polícia local informou que, por volta das 11:57 p.m., os agentes começaram a receber inúmeros chamados para um tiroteio na casa de show Club Q, localizada na North Academy Boulevard.

Ao chegarem ao local, o atirador, mais tarde identificado como Anderson Lee Aldrich, de 22 anos, ainda estava no estabelecimento. Ele teria sido contido por dois frequentadores que o detiveram até a chegada da polícia. Com o suspeito, os policiais apreenderam um rifle e duas armas calibre 38.

Várias ambulâncias foram acionadas e transportaram os feridos para um hospital próximo. Dentre os sobrevivente, ao menos dois está em estado grave, segundo disse o xerife  Michael Allen em entrevista coletiva na manhã deste domingo.

Questionado se a motivação por trás do tiroteio teria sido homofobia, o xerife declarou que “esta é a linha de investigação, mas ainda é cedo para afirmar”.  

O governador do Colorado, Jared Polis, que também pertence à comunidade LGBTQ, classificou o atentado como ‘repugnante’. “Meu coração se parte pela família e amigos daqueles que morreram, ficaram feridos e ficaram traumatizados neste terrível tiroteio”, declarou.

O atirador está preso sem direito a fiança e aguarda julgamento. Se condenado, ele pode pegar a sentença máxima de prisão perpétua. Em 2020, o próprio governador Jared Polis aboliu a pena de morte no estado.