Atentado na FL faz artistas mostrarem apoio à causa LGBT

0
1521
Lady Gaga gives supports and reads some of the names of the victims during the Los Angeles Rally and Vigil for Orlando at Los Angeles City Hall in Los Angeles, Calif. on Monday June 13, 2016. (Photo by Keith Durflinger/Los Angeles Daily News)
Lady Gaga gives supports and reads some of the names of the victims during the Los Angeles Rally and Vigil for Orlando at Los Angeles City Hall in Los Angeles, Calif. on Monday June 13, 2016. (Photo by Keith Durflinger/Los Angeles Daily News)

O atentado terrorista e homofóbico perpetrado pelo americano Omar Mateen na boate Pulse, em Orlando, que deixou 49 mortos e dezenas de feridos provocou uma reação imediata no mundo do showbiz. Na semana que sucedeu o maior ataque terrorista ocorrido nos Estados Unidos desde o 11 de Setembro vários grandes nomes da música mundial resolveram mostrar seu total apoio à causa LGBT, repudiando antiquados preconceitos contra gays, lésbicas e transgêneros.

O ex-beatle Paul McCartney e a cantora Beyoncé (por sinal, idolatrada por gays) foram alguns dos que vieram a público homenagear a comunidade LGBT. Durante seu show em Berlim na terça-feira (14), Paul entrou no palco envolto em uma bandeira de arco-íris e disse à multidão: “Estamos juntos com Orlando.”

Beyoncé também se solidarizou. Ao fim de seu show em Detroit (no Estado de Michigan), a cantora dedicou seu hit “Halo” às vítimas e suas famílias.

Já outra diva gay, a cantora Lady Gaga, foi às lágrimas ao relembrar os mortos no atentado. Em ato realizado em Los Angeles, a cantora relembrou as vítimas do ataque cometido por Omar Mateen e mandou um recado a comunidade LGBT. “Nós sempre devemos lembrar da dor do outro para nunca esquecermos que a força é tudo. Eu vi dor e tristeza no rosto de muitos, mas eu me confortei ao saber que há milhões de pessoas espalhadas pelo mundo que não fazem parte da comunidade LGBT e também se sensibilizaram com essa tragédia. Vocês não estão sozinhos”, escreveu Gaga em seu perfil no Instagram, relembrando sua participação no ato.

Outros que se manifestaram em apoio à causa foram Adele, Elton John e Pharrell Williams.

A cantora britânica se emocionou ao dedicar seu show em Antuérpia, na Bélgica, aos mortos na tragédia. “[Gays] são como minhas almas gêmeas, desde que eu era muito jovem, então eu estou realmente comovido por isto”.

Ao mesmo tempo, Elton John lamentou a notícia pelo Twitter: “Nossos corações estão com todas as famílias e entes queridos daqueles que se foram em Orlando”.

“Eu nunca vou entender por que as pessoas odeiam. Não há palavras para expressar o quão triste meu coração está com essa tragédia em Orlando”, disse Pharrell Williams.

Canção em tributo aos mortos

A cantora Christina Aguilera gravou uma música inédita em homenagem às vítimas do atentado de Orlando. Intitulada “Change”, a faixa aborda a questão da igualdade e pede por uma mudança que possibilite que as pessoas sejam elas mesmas. Aguilera divulgou a música na sexta-feira (17) nas redes sociais junto a uma carta em que explica os motivos que a levaram a produzir a faixa.

O refrão de “Change” diz: “Esperando por uma mudança para nos libertar. Esperando pelo dia em que você poderá ser você mesmo e eu possa ser eu mesma. Esperando que a esperança venha. Esperando pelo dia em que o ódio será perdido e o amor será encontrado”.

A renda obtida com o download do single “Change” será doada para o National Compassion Fund, um fundo criado para beneficiar as vítimas do atirador e suas famílias. As informações são do portal UOL.