Atirador abre fogo e mata pelo menos 16 pessoas no Canadá

Massacre ocorrido na região de Nova Escócia é considerado o pior da história do País

0
1417
Atirador matou pelo menos 16 pessoas (Foto Nova Scotia police- Twitter)

Pelo menos 16 pessoas morreram na madrugada de domingo (19) em Nova Escócia, no leste do Canadá, quando um homem de 51 anos abriu fogo em vários locais por motivos ainda desconhecidos, disse a polícia. O atirador morreu durante a detenção, ao final de uma busca por toda a província que durou cerca de 12 horas.

Gabriel Wortman, técnico em próteses dentárias, de acordo com a imprensa local, circulava a bordo de um veículo idêntico aos da polícia, vestindo parte de um uniforme policial. Ele abriu fogo em diferentes locais.

O ataque começou no sábado (18) à noite, na pequena localidade rural de Portapique, a cerca de 100 quilômetros da capital da província, Halifax. Várias vítimas foram encontradas à frente e no interior de uma casa, para onde a polícia foi chamada depois de terem sido ouvidos tiros.

O atirador fugiu à chegada da polícia, desencadeando grande busca durante várias horas por toda a província. As autoridades pediram aos moradores que ficassem em casa.

Gabriel Wortman foi detido no domingo de manhã, em circunstâncias que a polícia ainda não esclareceu.

“Ainda é cedo para falar sobre motivações”, declarou em entrevista o responsável pelos inquéritos criminais da polícia federal de Nova Escócia, Chris Leather.

Várias vítimas “parecem não ter qualquer ligação com o atirador”, mas “o fato desse indivíduo ter um uniforme e um veículo da polícia leva a crer que não se tratou de um ato espontâneo”, acrescentou.

“A perseguição terminou esta manhã e o suspeito foi localizado. Posso confirmar que está morto”, disse Leather. Uma agente policial morreu no domingo e um outro ficou ferido.

O massacre é considerado o pior já registado no Canadá. (Com informações da Agência Brasil)