Audiências públicas que podem levar ao impeachment invadem programação das TVs

Presidente Donald Trump dominou também noticiários em outros países e tópicos nas mídias sociais

0
825
Trump é acusado de abuso de poder (Foto: Evan Guest/Flickr)
Trump é acusado de abuso de poder (Foto: Evan Guest/Flickr)

DA REDAÇÃO – Vários canais de televisão e sites estão transmitindo em tempo real as primeiras audiências públicas da investigação da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, que pode resultar num pedido de impeachment do presidente Donald Trump. Desde que Clinton foi questionado em processo semelhante, há 20 anos, o público não acompanhava um julgamento político de um líder da nação, o que não deixa de ser constrangedor para aquele que ocupa o cargo de maior poder no mundo.

Na abertura dos trabalhos, o democrata Adam Schiff, presidente do comitê de Inteligência da Câmara dos Deputados, reiterou a sua convicção que, através das audiências, o povo americano terá a certeza que Trump abusou do poder de seu cargo para fins pessoais. Segundo a acusação, o telefonema de Trump ao colega ucraniano foi uma forma de pressionar o governo europeu a abrir uma investigação contra o ex-vice-presidente Joe Biden, um dos possíveis adversários de Trump nas eleições de 2020.

Os primeiros a depor foram Bill Taylor, embaixador interino dos EUA na Ucrânia, e George Kent, um subsecretário de Estado adjunto responsável pela política americana para o país do leste europeu. Ambos afirmaram que Trump e seus assessores teriam condicionado a doação de 400 milhões de dólares em ajuda militar à Ucrânia à investigação. Os depoimentos continuam nesta semana e na próxima, e os democratas esperam que a iniciativa resulte em apoio popular ao processo de impeachment.