Aumentam preços de imóveis no sul da Flórida

E muitos imóveis estão supervalorizados, segundo especialistas

0
460
Preços de imóveis estão supervalorizados em todo estado da Flórida (Foto: floridarealestatelaw.com)
Preços de imóveis estão supervalorizados em todo estado da Flórida (Foto: floridarealestatelaw.com)

DA REDAÇÃO – Os novos dados de avaliação de imóveis mensal publicado na quinta-feira (9) demonstram que o mercado do sul da Flórida está supervalorizado em comparação com suas tendências a longo prazo, embora não tão altos como ocorreu antes do último colapso imobiliário.

A pesquisa, realizada pela Florida Atlantic University (FAU)e pela Florida International University (FIU), revela que no pico do boom imobiliário de 2007, os imóveis tinham um preço quase 80% em comparação com sua tendência de preços a longo prazo. Hoje, a valorização é de 18%.

“Continuamos subindo, mas estamos relativamente baixos. É uma fração do que estávamos há 15 anos”, disse Ken H Johnson, economista de imóveis da Florida Atlantic University.

Embora o mercado de moradias no sul da Flórida tenha disparado a uma velocidade recorde no ano passado, pois a intensa demanda de compradores de outros estados e os baixos juros hipotecários impulsionaram o auge imobiliário, a supervalorização mais moderada indica que os compradores e os vendedores aprenderam com a crise de moradias. Não parece que o mercado esteja em perigo, quando as casas na época do colapso estavam subvalorizadas em pelo menos 28%.

Os pesquisadores disseram que o mercado de moradias alcançará seu ponto máximo em algum momento e os preços ficarão estáveis. As taxas de juros influenciarão no momento que os preços das moradias começarem a desacelerar, comentou Mike Pappas, presidente da Keyes Company. 

Mercados mais supervalorizados

Atualmente, o sul da Flórida é o mercado imobiliário menos supervalorizado do estado. Áreas como Tampa estão em quase 38%, enquanto Fort Myers está em 34% e Jacksonville em 28%.

Os pesquisadores do estudo avaliaram 100 das maiores áreas metropolitanas do país para averiguar o quão supervalorizadas estão em termos de tendência de preços a longo prazo, ou quais deveriam basear-se em suas tendências históricas.   

A nível nacional, parece que algumas áreas estão perto do pico de seus preços: Boise, Idaho; Austin, Texas; Ogden e Provo, Utah; e Phoenix, Arizona, indicando que os preços das moradias devem ficar estáveis no futuro, preveem os pesquisadores. Estas áreas também se encontram entre as mais caras do país.

Outros estudos indicam um esfriamento do mercado, de quente a fraco. Um prognóstico do site realtor.com prevê que os preços das moradias no sul da Flórida aumentarão quase 6% durante o próximo ano, sinal de que o mercado pode estar voltando a um estado mais saudável depois de um ano de incrível crescimento de preços.