Aumentaram os preços por causa do furacão? Estado disponibiliza telefone para denúncias

Por lei é proibido aumentar os preços de água e gasolina por exemplo, em períodos de emergência

0
6160
Preços abusivos em situação de emergência são proibidos na FL. Na foto, preço da água no Texas durante o Harvey
Preços abusivos em situação de emergência são proibidos na FL. Na foto, preço da água no Texas durante o Harvey

A possível chegada do furacão Irma à Flórida nos próximos dias aumentou – e muito – a procura por água, gasolina, enlatados, entre outros itens de primeira necessidade, em caso de estragos e falta de energia provocados pelo fenômeno.

Consumidores têm um canal direto para denunciar a prática de preços abusivos em situação de emergência. Basta ligar (866) 966-7226.

Uma lei estadual proíbe a prática abusiva de preços em situações de emergência. A multa prevista é de $1 mil por violação e $25 mil por múltiplas violações. Entre os itens que não podem sofrer aumentos por crescimento da demanda estão: preço de alimentos, água, hotéis, gasolina, gelo, madeira e equipamentos necessários para a proteção de casas.

Segundo denúncias de consumidores, a Amazon, por exemplo, estava cobrando $30 por um fardo com 24 garrafas de água. O valor do produto, em dias normais, não passa de $5.

“A população de Flórida precisa estar preparada e não pode ser inibida por preços abusivos e contra a lei de itens de primeira necessidade em caso de furacão”, disse a procuradora-geral do Estado, Pam Bondi.

Vale lembrar que é proibido vender qualquer produto sem licença prévia do poder público.