Spring break “fora de controle” preocupa autoridades em Miami Beach

Reunião de emergência foi convocada entre a polícia e funcionários da prefeitura para tentar controlar a multidão de jovens em recesso escolar

0
4213
Spring Break em Fort Lauderdale é um dos mais animados dos EUA FOTO NY Daily News
Spring Break em Fort Lauderdale é um dos mais animados dos EUA FOTO NY Daily News

Março é o mês do spring break – recesso de uma semana concedido a estudantes em semanas variadas do mês – e com ele vem toda a dor de cabeça para as autoridades encarregadas de controlar a multidão de jovens, que encontram na Flórida o lugar perfeito para passar o recesso. Quem não está muito satisfeito com a farra é a polícia de Miami Beach.

Nos últimos dias, foram registradas brigas, uma mulher foi encontrada inconsciente perto da Ocean Drive, um motorista foi flagrado dando bebida para os passageiros e até mesmo uma morte, quando uma jovem ‘voou’ pela janela de um carro na madrugada de domingo (17) e morreu atropelada. Para piorar a situação, o trânsito em Miami Beach está praticamente intransitável neste período.

Diante dessas ocorrências, policiais, vereadores e funcionários da prefeitura convocaram uma reunião de emergência para tratar sobre o conturbado spring break.

A vereadora Elizabeth Alemán disse que é necessário aumentar o efetivo policial na cidade para conter os turistas do spring break e tornar esse recesso “menos divertido”. “Temos que acabar com o fenômeno denominado spring break em Miami e infelizmente torná-lo menos divertido”.

Moradores da região afirmam que estão vivendo um pesadelo. Eles têm postado nas redes sociais vídeos e reclamações sobre os incidentes nas praias e nas ruas da cidade. “Quem é responsável por esta cidade? Todos os anos, ano passado foi a mesma coisa e este ano e este ano pior. Nós somos moradores e pagamos impostos”, disse a moradora Madelyn Alvarino.

A polícia e a Cidade de Miami Beach prepararam uma ampla campanha publicitária para conscientizar os jovens sobre os perigos do consumo de álcool, drogas, etc. Neste período, 97 pessoas foram presas, na minoria turistas. A maior parte é do Sul da Flórida. (Com informações do Miami Herald)