Autoridades dos Estados Unidos emitem multa bilionária a banco Wells Fargo

Banco reconheceu que exerceu práticas abusivas e fundamentais à crise das hipotecas, eclodida em 2008

0
1562
Banco californiano Wells Fargo
Banco californiano Wells Fargo

DA REDAÇÃO (com AFP) – O banco californiano Wells Fargo foi condenado, na sexta-feira (8), a pagar uma multa de $1,2 bilhão para resolver processos com as autoridades norte-americanas relacionados a hipotecas.

A instituição, que oferece um de cada cinco empréstimos de habitação nos Estados Unidos, reconheceu as práticas “abusivas” nos créditos concedidos entre maio de 2001 e dezembro de 2008, declarou o departamento de Justiça (DoJ) em um comunicado.

A atuação de bancos que emprestam dinheiro para hipotecas residenciais foi considerada fundamental para a crise econômica americana, que teve seu estopim em 2008.

“O Wells Fargo aceitou e reconheceu sua responsabilidade por ter atestado no Departamento de Desenvolvimento e Habitação durante o período compreendido entre maio de 2001 e dezembro de 2008, no qual alguns empréstimos para hipotecas de casas foram elegíveis para a garantia proporcionada pela Agência Federal de Habitação (FHA, na sigla em inglês), enquanto estes não eram do caso. Isso fez com que o governo federal indenizasse a FHA quando alguns destes empréstimos não foram cancelados”, declarou o ministério.

Este acordo põe fim, segundo o ministério, às ações por parte do governo federal diante dos tribunais de New York e da Califórnia, assim como processos contra Kurt Lofrano, um ex-executivo do Wells Fargo envolvido no caso. “Este acordo nos permite deixar para trás esta questão”, respondeu em um comunicado o banco, completando que havia acumulado reservas para arcar com a multa.