Autoridades federais prendem envolvidos em esquema de casamento fraudulento no Texas

‘Casamentos’ com cidadãos americanos eram vendidos por até $70 mil

0
5276
Marriage-Fraud
Marriage-Fraud

Autoridades federais anunciaram nesta segunda-feira (13) a prisão de dezenas de envolvidos em esquema de venda de casamentos falsos com cidadãos americanos no Texas. O esquema envolvia a venda de ‘casamentos’ por até $70 mil.

Segundo a polícia, Ashley Yen, de 53 anos, foi presa por liderar a quadrilha. Ela intermediava as negociações entre estrangeiros e americanos em Houston. Pelo menos 50 pessoas envolvidas no crime foram presas.

O esquema funciona desde agosto de 2013 e já promoveu centenas de casamentos fraudulentos do tipo.

“O esquema era bem organizado e os criminosos preparavam até mesmo álbuns de casamento falsos da cerimônia e do casal em diversos momentos para persuadir os agentes de imigração”, informou a acusação.

Os acusados podem ser condenados em até 20 anos de prisão.

ICE pede para que pessoas denunciem casamentos falsos

O U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) pede em seu website que as pessoas denunciem casamentos falsos nos Estados Unidos. “Casamento fraudulento não é um crime inocente. É um crime sério de fraude que enfraquece a segurança nacional. Participar de um casamento falso pode resultar em prisão de pelo menos cinco anos”, diz o ICE em comunicado.

Os envolvidos nesse tipo de crime, além de pagar multa de $250 mil, podem passar pelo menos cinco anos na prisão (tanto o americano quanto o imigrante) e, no caso do imigrante, ele pode ser deportado para o País de origem. (Com informações da Fox News)