Avião cai no México e todos os 103 passageiros sobrevivem

Aeronave da Aeroméxico tinha como destino a Cidade do México. Perícia trabalha para indicar as causas do acidente

0
1491
Socorristas carregam ferido em maca durante resgate após acidente com avião da Aeroméxico Foto Red Cross Durango via AP
Socorristas carregam ferido em maca durante resgate após acidente com avião da Aeroméxico Foto Red Cross Durango via AP

Um avião da Aeroméxico, modelo Embraer 190, sofreu um acidente na terça-feira (31) logo após decolar no Aeroporto Internacional Guadalupe Victoria, em Durango, no norte do México. A maioria dos seus 103 ocupantes ficaram feridos, mas todos sobreviveram.

O voo AM2431, que tinha como destino a Cidade do México, caiu por volta das 6 da tarde. O governador do estado de Durango, Jose Aispuro, disse a jornalistas que o piloto tentou abortar a decolagem, mas que foi tarde demais. A aeronave, que transportava 99 passageiros e 4 tripulantes, caiu logo depois do fim da pista.

A perícia trabalha para indicar as causas da queda. O Grupo Aeroportuario Centro Norte, responsável pelo aeroporto, disse que uma análise preliminar aponta que o mau tempo provocou o acidente. A aeronave decolou durante uma forte tempestade de granizo e teria sido forçada a tentar um pouso de emergência.

Feridos

Autoridades ligadas ao serviço de segurança locais disseram que 85 pessoas ficaram feridas. A agência Reuters afirma que duas estão em estado crítico. Já a EFE, citando o porta-voz da Secretaria de Saúde do estado de Durango, Fernando Ros, diz que 12 deles em estado crítico. A Associated Press afirma que 49 feridos estão hospitalizados.

O diretor da companhia Aeroméxico, Andrés Conesa, afirmou na terça que no avião da Embraer, fabricado em 2008, viajavam 88 adultos e 11 crianças, entre elas, incluindo dois bebês com menos de 1 ano, além dos quatro tripulantes, dois pilotos e duas aeromoças.

Conesa atribuiu à “ação oportuna de tripulantes e passageiros” o fato do acidente não ter deixado mortos. O diretor afirmou ainda que a Aeroméxico colabora com as autoridades para determinar as causas do acidente e que, por enquanto, a prioridade da companhia é atender os passageiros e tripulantes. (Com informações de Agências e do G1).