Bebida tóxica mata dezenas em Gujarat, na Índia

Mortes de pessoas que consomem bebidas não autorizadas são comuns nos estados indianos onde a venda de bebidas alcoólicas é proibida

0
275
Mortes de pessoas que consomem bebidas não autorizadas são comuns nos estados indianos onde a venda de bebidas alcoólicas é proibida (Foto: UNI)
Mortes de pessoas que consomem bebidas não autorizadas são comuns nos estados indianos onde a venda de bebidas alcoólicas é proibida (Foto: UNI)

Pelo menos 28 pessoas morreram e outras 60 ficaram doentes por consumirem bebidas tóxicas no estado de Gujarat, no oeste da Índia, disseram autoridades.

O alto funcionário do governo Mukesh Parmar disse na terça-feira (26) que as mortes ocorreram nos distritos de Ahmedabad e Botad do estado.

A fabricação, consumo e venda de álcool são proibidos em Gujarat, estado natal do primeiro-ministro Narendra Modi. Existem algumas lojas de bebidas autorizadas pelo governo onde residentes com licenças especiais de saúde e estrangeiros podem comprar álcool.

Os críticos dizem que a proibição do álcool incentiva a venda de bebidas ilegais e muitas vezes contaminadas que são fabricadas sem qualquer regulamentação.

As vítimas em Gujarat eram principalmente aldeões, disseram autoridades policiais.

Testes preliminares de laboratório indicaram que produtos químicos, incluindo metanol, estavam presentes na mistura de bebidas, disse o policial regional Ashok Kumar Yadav. Uma grande quantidade de álcool espúrio suspeito foi apreendida em batidas.

Ashish Gupta, chefe de polícia do estado de Gujarat, disse que vários supostos contrabandistas envolvidos na venda do álcool enriquecido foram presos.

“Levamos o incidente muito a sério e uma investigação detalhada foi lançada”, disse o secretário do Interior de Gujarat, Raj Kumar.

A tragédia veio à tona quando os moradores que consumiram a bebida na noite de domingo (24) foram internados em hospitais da região na segunda-feira (25).

Há pelo menos 30 pessoas em estado grave sendo tratadas, informou o canal de notícias NDTV.

As mortes por álcool fabricado ilegalmente, popularmente chamado de uísque ou licor do país, são comuns na Índia, onde o licor ilícito é barato e muitas vezes enriquecido com produtos químicos como pesticidas para aumentar a potência, tornando-se uma indústria extremamente lucrativa.

Este é o segundo grande incidente em que bebidas “batizadas” causaram um grande número de mortes. Em novembro passado, mais de 30 pessoas morreram no estado oriental de Bihar, onde, como Gujarat, há uma proibição do álcool.

Em 2020, pelo menos 120 pessoas morreram depois de beber licor contaminado no estado de Punjab, vizinho de Gujarat.