Biden anuncia seu plano para ajudar a cobrir dívidas estudantis federais

O presidente anunciou na quarta-feira seu plano para cobrir ou ajudar a cobrir alguns dos empréstimos estudantis que mantêm milhões de americanos endividados

0
445
Os tomadores de empréstimos que ganham menos de $125,000 por ano, ou famílias que ganham menos de $250,000, são elegíveis para o perdão de empréstimos de $10,000 (Foto: wkow.com)
Os tomadores de empréstimos que ganham menos de $125,000 por ano, ou famílias que ganham menos de $250,000, são elegíveis para o perdão de empréstimos de $10,000 (Foto: wkow.com)

O presidente Joe Biden anunciou na quarta-feira (24) o tão esperado plano de cumprir sua promessa de campanha de fornecer alívio da dívida estudantil para milhões de americanos.

Os tomadores de empréstimos que ganham menos de $125,000 por ano, ou famílias que ganham menos de $250,000, são elegíveis para o perdão de empréstimos de $10,000, anunciou Biden em um tweet.

“Mantendo minha promessa de campanha, meu governo está anunciando um plano para dar uma folga às famílias trabalhadoras e de classe média enquanto se preparam para retomar os pagamentos de empréstimos estudantis federais em janeiro de 2023”, disse o mandatário.

Para os beneficiários do Pell Grants, que são reservados para estudantes universitários com necessidades financeiras mais prementes, o governo federal amortizará até $10,000 adicionais em dívidas de empréstimos federais.

Biden também está estendendo uma pausa nos pagamentos de empréstimos estudantis federais.

A expansão da moratória de pagamento da era da pandemia ocorre poucos dias antes do vencimento das próximas contas de empréstimos estudantis. Este ato é o mais próximo que o governo chegou de levantar a moratória, que atualmente termina em 31 de agosto.

Se seu plano sobreviver aos desafios legais que certamente virão, poderá oferecer uma vantagem inesperada para uma parte da nação no período que antecede as eleições de meio de mandato deste outono.

Mais de 43 milhões de pessoas têm dívidas estudantis federais, com saldo médio de $37,667, segundo dados federais. Quase um terço dos tomadores de empréstimos deve menos de $10,000 e cerca de metade deve menos de $20,000. A Casa Branca estima que o anúncio de Biden pode liquidar a dívida estudantil federal de cerca de 20 milhões de pessoas.