Biden afirma que a pandemia de covid-19 “acabou” nos EUA

Apesar do comentário feito pelo presidente, não há uma declaração oficial e pública sobre o fim da pandemia nos EUA e no mundo

0
359
O presidente Joe Biden, recebe sua vacina de reforço contra a doença coronavírus (COVID-19) (Foto: REUTERS/Kevin Lamarque)
O presidente Joe Biden, recebe sua vacina de reforço contra a doença coronavírus (COVID-19) (Foto: REUTERS/Kevin Lamarque)

O presidente Joe Biden declarou neste domingo (18) que a pandemia de covid-19 nos EUA “acabou”. “Segundo o presidente, o país ainda tem um problema com a covid, “mas a pandemia terminou”. “Se prestarem atenção, ninguém mais usa máscaras, todo mundo parece estar em muito boa forma. Acredito que as coisas estejam mudando”, disse Biden em entrevista ao programa CBS 60 minutes, da rede CBS News. Os EUA é o país que mais contabilizou vítimas fatais do coronavírus desde que doença surgiu em 2020; 1,05 milhão até o momento.

Apesar das observações do democrata, o governo federal incluiu no orçamento $ 22,4 bilhões adicionais para continuar financiando programas de testagem e vacinação contra a doença para prevenir uma nova onda no outono.

Segundo dados do Our World in Data, de 16 de agosto a 17 de setembro, 19,4 milhões de novos casos foram reportados em todo o mundo , com alguns dos aumentos mais significativos no Japão (29%), Taiwan (20%) e Hong Kong (19%). Os EUA tiveram um aumento de 3% nos casos durante esse período, o equivalente a 2,5 milhões de novos infectados e quase três mil óbitos. O próprio Biden testou positivo pela segunda vez no início de agosto de 2022.

É importante destacar que não há uma declaração oficial e pública sobre o fim da pandemia nos EUA e no mundo.