Biden vai ao local do desabamento em Surfside uma semana após a tragédia

Após sete dias de buscas, diminuem as esperanças de encontrar sobreviventes sob os escombros. Dezoito corpos foram identificados até agora e 145 pessoas continuam desaparecidas

0
784
Autoridades estimam que várias vítimas do desabamento tiveram suas identidades roubadas (foto: NBC Miami)

Exatamente uma semana após o desabamento parcial do Champlain Tower South, em Surfside, FL, as equipes de resgate identificaram 18 corpos e 145 pessoas continuam desaparecidas.

No final desta manhã, o presidente Joe Biden e a primeira-dama Jill Biden se reunirão com as equipes de buscas no local, bem como com as famílias afetadas pela tragédia. “Eles querem agradecer aos heroicos socorristas, equipes de busca e resgate, e a todos os que trabalham incansavelmente “, disse a secretária de imprensa, Jen Psaki.

A prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, garantiu que a chegada do presidente não afetará o trabalho da força-tarefa, que tem atuado 24 horas por dia na procura de possíveis sobreviventes sob os escombros, apesar de que, sete dias após a tragédia, diminuem as esperanças de encontrar pessoas com vida.

O governo federal ofereceu amplo apoio financeiro e operacional para ajudar os governantes da Flórida na remoção dos escombros, busca dos desaparecidos, e também no envio de especialistas para ajudar a determinar o que fez com que o prédio de 40 anos desabasse repentinamente no meio da noite.

Representantes do U.S. National Institute of Standards and Technology, que estão em Surfside desde domingo, disseram na quarta-feira que irão lançar uma investigação completa sobre o desabamento do prédio e quais mudanças nas leis, códigos de construção e regulamentos podem ser feitas para evitar uma tragédia semelhante.