Antonio Tozzi Esportes

Boletim da Copa | Argentina vence com autoridade e vitória mexicana tem gosto amargo

Argentina vence com autoridade e vai às oitavas de final na Copa do Mundo Catar 2022

Fica até difícil compreender como los hermanos perderam para a a Arábia Saudita. A seleção albiceleste não tomou conhecimento da Polônia e venceu por 2 a 0 (gols de Mac Allister e Alvarez) e ainda perdeu um pênalti cobrado por Messi e defendido por Szczesny – pênalti, aliás, muito mal marcado. Com a vitória sobre a Polônia nesta quarta-feira (30), garantiu classificação às oitavas de final como primeira colocada do Grupo C. O resultado também garantiu vaga aos poloneses, que superaram o México no saldo de gols. 

Com a vitória, a Argentina foi a seis pontos e garantiu o primeiro lugar do Grupo C. A Polônia passou em segundo, com quatro, um gol à frente do México no saldo: 0 a -1

A Argentina, primeira colocada do Grupo C, encara a Austrália no sábado (3), às 2:00 pm (horário de Miami), pelas oitavas de final. A Polônia, que passou em segundo, tem uma pedreira no domingo, às 12h: encara a França, atual campeã mundial.

Vitória mexicana tem gosto amargo

O México venceu a Arábia Saudita, por 2 a 1, nesta quarta-feira (30), no Estádio Lusail, mas foi eliminado da Copa do Mundo do Catar pelo saldo de gols. Poloneses e mexicanos terminaram a fase de grupos com quatro pontos cada, e o desempate foi no saldo de gols. A Polônia terminou com saldo zero, enquanto o México ficou com menos um. E não foi por falta de chances. Após abrir 2 a 0 com seis minutos do segundo tempo – gols de Henry Martín e Luis Chávez – a seleção mexicana se lançou ao ataque e criou inúmeras oportunidades, mas parou no goleiro Al-Owais. Após tanto tentar, a equipe de Tata Martino levou o contra-ataque e Salem Al-Dawsari fez o gol que deu fim ao sonho mexicano 

A Arábia Saudita viveu um sonho na Copa do Mundo do Catar ao vencer a Argentina na primeira rodada, por 2 a 1, e chegou a ficar perto de uma classificação para as oitavas de final. Na segunda rodada, era vencer a Polônia e comemorar, mas foi derrotada. Nesta quarta (30), precisava vencer o México e torcer por uma vitória de poloneses ou argentinos no outro jogo. A segunda parte aconteceu, mas a primeira falhou e a seleção sensação da primeira rodada foi eliminada, para tristeza dos sauditas que lotaram as arquibancadas para torcer por sua seleção.

Tunísia consegue vitória histórica sobre a França, mas é desclassificada

Esse resultado fez a fortuna de muitos apostadores que decidiram ir contra a corrente. A vitória da Tunísia por 1 a 0 em cima da França surpreendeu muita gente, mas não foi o suficiente para que os africanos se classificassem para as oitavas de final. A derrota da Dinamarca para a Austrália impediu o sonho tunisiano, que nunca passou de fase na Copa do Mundo. Mas os três pontos foram justos se levarmos em conta a vontade que a equipe mostrou desde o início de jogo. A França, já classificada, não mostrou muito interesse na partida e escalou os reservas na última partida pelo Grupo D, disputada no Education City Stadium. Apenas começou a reagir depois de estar atrás no placar. No fim, pressionou bastante os tunisianos, mas não conseguiu empatar. Teve até mesmo um gol marcado no final da partida por Griezmann anulado por irregularidade.

A vitória da Tunísia em cima de uma França favorita foi histórica, mas não serviu para que os africanos avançassem para as oitavas de final de uma Copa do Mundo pela primeira vez. O 1 a 0 da Austrália em cima da Dinamarca garantiu o país da Oceania com a segunda colocação do Grupo D. Com a França na liderança pelo saldo de gols, os tunisianos terminaram em terceiro – dois pontos atrás dos dois primeiros colocados – e a Dinamarca encerrou a Copa na lanterna.

Agora, a França deve recolocar sua melhor equipe em campo no domingo (4), às 10:00 am (horário de Miami), no Estádio Al Thumama, para enfrentar a Austrália que surpreendeu ao se classificar para a próxima fase.

Mais uma invasão de campo e Marselhesa vaiada na Copa do Mundo Catar 2022

Quando os jogadores estavam alinhados juntamente com a arbitragem na partida entre França e Tunísia e começou a tocar La Marseillaise, hino oficial francês, ouviu-se uma sonora vaia, vinda das arquibancadas. O ato condenável explica-se pelo fato de a França ter dominado o norte da África e a Tunísia foi um dos países colonizado pela potência europeia. Até hoje os tunisianos não escondem sua revolta por terem sido subjugados pelos franceses.

Por 75 anos a Tunísia foi um protetorado francês e se tornou independente em 1956. É por causa dessa relação íntima que 10 jogadores nascidos na França atuam pelo país africano, inclusive o autor do gol, Khazri. Foi a quinta vez na história das Copas que um país que foi colonizado venceu os antigos colonizadores em 24 jogos.

Mais uma vez nesta Copa do Mundo a partida contou com uma invasão de campo. Desta vez, um torcedor com a camisa da Tunísia entrou nos gramados do estádio Education City com uma bandeira da Palestina nas mãos. Ele logo foi retirado dos gramados pelos seguranças que estavam no campo. Aliás, os países árabes não perdem a oportunidade de exaltar a Palestina que, segundo eles, vive sob ocupação de Israel. 

Austrália vence e vai às oitavas de final da Copa do Mundo Catar 2022

A Austrália está nas oitavas de final da Copa do Mundo pela segunda vez em sua história. Com um gol de Leckie, os Socceroos derrotaram a Dinamarca por 1 a 0 nesta quarta-feira (30), no Estádio Al Janoub, e garantiram o segundo lugar no Grupo D, com os mesmos seis pontos da França, líder pelo saldo de gols. Os dinamarqueses, considerados antes do Mundial favoritos a uma das vagas, terminam com um amargo último lugar, com apenas um ponto, atrás da Tunísia, com quatro

A Austrália, que estreou em Copas do Mundo em 1974, disputa apenas a sexta edição do torneio (a quinta consecutiva). A única vez que passou da fase de grupos foi há 16 anos, na Copa da Alemanha-2006, também em segundo lugar, na chave do Brasil. Daquela vez, os australianos caíram nas oitavas, derrotados pela Itália, que terminaria campeã mundial. Agora, os Socceroos tentarão chegar pela primeira vez às quartas

Também disputando pela sexta vez a Copa do Mundo, a Dinamarca se despede do Catar com sua pior campanha na competição: duas derrotas (Austrália e França) e um empate (com a Tunísia), e somente um gol marcado em três jogos. Esta foi a segunda vez que a seleção escandinava não passa da fase de grupos, e a primeira sem conseguir sequer uma vitória. Na outra ocasião, no Mundial de 2010, somou três pontos na chave que teve Holanda e Japão classificados. Dessa vez, amarga uma inédita e decepcionante última colocação no grupo.

Baixe nosso aplicativo