Bomba da segunda guerra é encontrada na Itália

Remoção do artefato com 65 quilos de dinamite exigiu forte esquema de segurança

0
1234
O trabalho de remoção da bomba exigiu a evacuação de 10 mil pessoas de suas casas (Foto: Reprodução da TV – BBC)

A descoberta de uma bomba de fabricação britânica da Segunda Guerra Mundial, no centro histórico de Turim, na Itália, tirou de suas casas cerca de dez mil pessoas no fim de semana, para a remoção do artefato.  O explosivo com 65 quilos de dinamite foi lançado há mais de 70 anos por aviões aliados. Todos os moradores da “zona vermelha” ao redor da Via Nizza, no coração da cidade, foram retirados do local. Outras 50 mil pessoas que vivem perto da área isolada foram convidadas a sair de suas residências.

A prefeita de Turim, Chiara Appendino, estava presente no início da operação de desarmamento da bomba. Em seguida, visitou os moradores que foram deslocados para prédios de um parque de diversões nos arredores da cidade. Durante a remoção, o espaço aéreo foi fechado e o tráfego de trens na estação Porta Nuova foi interrompido.

De acordo com o coordenador das operações, comandante Elvio Pascale, a primeira parte do procedimento foi a mais difícil, pois consistiu em desativar o detonador.  “É a parte mais longa e delicada”, disse. Em seguida, um caminhão transportou a bomba para Cirie, cidade na região metropolitana, a cerca de 20 quilômetros de Turim, onde será explodida numa pedreira desativada.

No início do ano, mais de quatro mil pessoas na Alemanha também tiveram que evacuar uma região próxima a Frankfurt, onde uma bomba semelhante foi encontrada.