Brasil está prestes a se tornar o novo foco do coronavírus no mundo, diz AP

País tem 68 mil casos e mais de 4.600 mortes; sistema de saúde está entrando em colapso em alguns estados

0
1317
Casos de coronavírus no Brasil passam de 68 mil (Foto Tomaz Silva - Agência Brasil)

A Associated Press reportou esta semana – e diversos jornais do mundo replicaram a notícia – de que o Brasil é potencialmente o novo hot spot do coronavírus no mundo. De acordo com a publicação, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, insiste que a doença é apenas “uma gripezinha” e não vê a necessidade de as pessoas ficarem em casa para evitar a propagação do vírus, a exemplo dos Estados Unidos e da Europa.

De acordo com a AP, a doença está dando sinais de que está diminuindo nesses países, mas no Brasil – que tem 211 milhões de habitantes – os hospitais estão entrando em colapso e o número de casos está crescendo de forma descontrolada e que muitas pessoas estão morrendo em casa.

Nesta terça-feira (28), segundo levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde, foram registradas 4.674 mortes provocadas pela COVID-19 e 68.188 casos confirmados da doença em todo o Brasil.

“Nós temos aqui todas as condições para que a pandemia fique muito mais séria”, disse o virologista Paulo Brandão à AFP.

Alguns cientistas, ainda de acordo com a publicação, acreditam que mais de um milhão de pessoas foram infectadas no País.

Nesta terça-feira, o presidente Trump mencionou sua preocupação com a evolução do coronavírus no Brasil.

Trump disse que “acompanha de perto” o que chamou de “surto sério” de novo coronavírus no Brasil. O republicano ainda alertou que o país tomou um rumo diferente no combate à pandemia de Covid-19 na comparação com outros países da América do Sul.

“O Brasil tem um surto sério, como vocês sabem. Eles também foram em outra direção que outros países da América do Sul, se você olhar os dados, vai ver o que aconteceu infelizmente com o Brasil”, disse Trump.

Leia a reportagem original aqui.