Brasil foi maior exportador de café do mundo na safra 2015/2016

País exportou 35 milhões de sacas do produto, gerando receita de $5,3 bilhões; Estados Unidos são o maior comprador do grão nacional

0
3603
O ano de 2016 é ano de “safra cheia”
O ano de 2016 é ano de “safra cheia”

DA REDAÇÃO (com G1) – Quem vive nos Estados Unidos sabe como o café brasileiro é famoso no exterior. Não é raro ir a uma cafeteria da rede Starbucks, por exemplo, e notar que as sacas de grãos usados para produzir a bebida vêm com o selo “Imported from Brazil”. Também pudera: o Brasil é o atual maior exportador de café do mundo.

O país exportou 35 milhões de sacas do produto no último ano (na safra de julho de 2015 a junho de 2016) gerando uma receita de $5,3 bilhões. Os dados são do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), que apontou ainda um crescimento nas exportações do café arábica, que possuem aroma e doçura intensos com muitas variações de acidez, corpo e sabor. As informações são do portal G1.

O ano de 2016 é ano de “safra cheia”, como dizem os produtores. Isso se dá porque a cultura do café é bienal: um ano produz bem, no seguinte descansa. A expectativa é de que no ciclo que vai de julho de 2016 a junho de 2017 o Brasil produza acima de 53 milhões de sacas.

O Brasil é o maior produtor de café do mundo e no último ano produziu 49 milhões de sacas. Seguido de Vietnã, que produziu 29 milhões de sacas, e da Colômbia, com 13 milhões de sacas.

Americanos são quem mais compra

O café brasileiro foi consumido por 127 países no último ano. Os Estados Unidos lideram o ranking de países que mais importam o café produzido por aqui, com mais de sete milhões de sacas compradas de nossos produtores.

Em seguida vem a Alemanha, que já é a maior consumidora do café brasileiro lá fora no ano safra de 2016. Itália ocupa o terceiro lugar com 2,9 milhões de sacas compradas.

Ainda segundo a Cecafé, o Japão vem aumentando seu consumo do café brasileiro nos últimos anos e importou mais de um milhão de sacas no último ano.