Brasil passa a receber dois voos semanais com imigrantes deportados dos EUA

Governo dos EUA solicitou autorização para enviar três voos, mas conseguiu autorização para dois; aumento do número de brasileiros tentando atravessar a fronteira ilegalmente preocupa as autoridades

0
2664
Avião com brasileiros deportados no pátio de Confins,(ReproduçãoTV/Globo)
Avião com brasileiros deportados no pátio de Confins (ReproduçãoTV/Globo)

O governo dos EUA solicitou ao Itamaraty autorização para enviar pelo menos três voos semanais com brasileiros que tentaram atravessar ilegalmente a fronteira. O governo brasileiro autorizou o envio de dois voos semanais, que começam a ser mandados na próxima semana.

A medida foi tomada, segundo as autoridades americanas, devido ao crescimento significativo de brasileiros tentando atravessar a fronteira dos Estados Unidos de forma ilegal.

Entre outubro de 2019 e setembro de 2020, 9.147 brasileiros foram detidos tentando fazer a travessia. Entre outubro de 2020 e agosto de 2021, esse número saltou para 47.484, segundo informações do U.S. Customs and Border Protection (CBP).

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, o Itamaraty confirmou ter recebido a solicitação dos EUA em agosto e disse que “consentiu, em caráter temporário e condicional, com o aumento da frequência para dois voos semanais”.

Em reuniões com a embaixada americana em Brasília, o governo brasileiro ressaltou a preocupação com o tratamento desses cidadãos e pediu que algumas medidas, como o uso de algemas nos voos, fossem revistas.

“O Itamaraty tem manifestado às autoridades norte-americanas preocupação quanto a aspectos humanitários concernentes aos voos de repatriação e  respeito à dignidade dos brasileiros deportados, em particular quanto ao uso de algemas”, escreveu o Ministério das Relações Exteriores em comunicado ao jornal.

“O governo brasileiro acompanhará os desdobramentos, com vistas a assegurar que aos cidadãos brasileiros deportados seja estendido tratamento digno”, completou.