Brasileira com leucemia precisa da ajuda da comunidade

Renata Coimbra, de Coconut Creek, busca um doador compatível de medula óssea

0
5990
Renata Coimbra luta contra a leucemia
Renata Coimbra luta contra a leucemia

DA REDAÇÃO com Carlos Wesley – A comunidade brasileira é conhecida por sua solidariedade e poderá comprovar esta característica mais uma vez. A capixaba Renata Coimbra foi diagnosticada com leucemia, e sua melhor chance de cura está no transplante de medula óssea (células de sangue). Mas, para isso, ela precisa encontrar um doador compatível, que provavelmente estará entre pessoas da mesma raça que ela, ou seja, os brasileiros.

No final do ano passado, depois de uma semana sofrendo com uma terrível falta de ar, Renata recebeu o diagnóstico inesperado dos médicos: um linfoma no tórax havia atacado a medula óssea e se transformou em leucemia. Ela foi avisada que, mesmo com o tratamento contra o câncer no sangue, o transplante será necessário.

Ainda que assustada, Renata jamais perdeu a fé de que vai superar a doença: “Sei que Deus está do meu lado e conto também com o apoio de muitas pessoas queridas”, afirma a brasileira. Pela internet, ela tem recebido o conforto dos amigos, não apenas da Flórida, mas também da região de Boston (onde morou por 13 anos) e até do Brasil. “Você já é uma vencedora”, postou uma conhecida.

A rotina de Renata se resume às constantes e demoradas sessões de quimioterapia, na companhia do marido, Danilo. Ela já ficou internada em duas ocasiões e, diante disso, precisou sair do seu emprego. As contas do hospital, porém, não dão trégua. Esta semana a brasileira está se sentindo melhor, mas sábado recomeçam as sessões de quimio. “Muitas pessoas estão ajudando, mas precisamos de mais doadores brasileiros. Neste caso, ser da mesma etnia ajuda muito”, disse.

Para aliviar um pouco este sofrimento, um grupo criou uma página na plataforma GoFundMe para arrecadar doações financeiras pela Internet. “Renata tem um longo caminho até sua cura. O dinheiro arrecadado será todo revertido para o tratamento”, explica Paty Vidoto, que lançou a campanha. Os interessados podem colaborar aqui: https://www.gofundme.com/lets-help-renata

Be The Match

E você pode ser a esperança para a Renata e muitos outros pacientes com enfermidades do sangue, ao se registrar como um possível doador de medula óssea. A Fundação Icla da Silva, que há mais de 25 anos presta assistência a pacientes que buscam o transplante de células-tronco para sobreviver, vai realizar campanhas no sul da Flórida com o objetivo de aumentar a nossa representatividade no Be The Match, o programa nacional de medula óssea.

Mesmo com 15 milhões de registrados, mais de 12 mil pacientes buscam diariamente neste banco de dados um doador compatível. Infelizmente, nós (brasileiros) e outras minorias, estamos pouco representados no Registro, o que torna mais difícil encontrar um ‘match’. Além de Renata, há pelo menos outros 40 brasileiros aqui nos Estados Unidos – crianças, na grande maioria – em busca de um doador compatível.

Se você tem de 18 a 44 anos, faça a diferença e registre-se como um possível doador de medula óssea. É simples, gratuito e não importa o status imigratório neste país: basta preencher um formulário e passar dois cotonetes na parte interna da bochecha. Assim, um dia, você pode ser chamado para doar células que podem salvar uma vida.

Procure mais informações na página da Fundação (www.icla.org) ou ligue para Carlos Wesley – telefone (646) 385-0671. Cada pessoa que participa é uma esperança para os pacientes. Se preferir, você também pode se registrar online, através do link http://join.bethematch.org/AMOR

Expo Conexão Latina

No sábado, dia 16 de fevereiro, um evento será realizado para ajudar a Renata e outras pessoas que precisam de doação de medula. O Expo Conexão Latina – organizado pela radialista Fabiana Miranda – vai estar registrando possíveis doadores de medula. Vale lembrar que é simples: basta preencher um formulário e retirar saliva da bochecha com um cotonete. O evento será uma oportunidade de network e solidariedade. Endereço: 4243 West Hillsboro Blvd., Coconut Creek. Informações: 508-769-5567.