Brasileira é espancada e abandonada na fronteira entre México e EUA

Jovem de 24 anos foi encontrada e levada a um hospital de El Paso por um fazendeiro da região

0
11218
Jessiane Gonçalves Schinaider, de 24 anos, estava em busca de uma nova vida nos EUA (foto: GoFundMe)

“Não desejo a ninguém o que ela passou e o que eu estou passando”, disse José Carlos,  marido da brasileira Jessiane Gonçalves Schinaider, encontrada na fronteira entre México e EUA no último dia seis de dezembro. Ela estava amordaçada, tinha uma corda amarrada ao pescoço e várias fraturas pelo corpo.  A mulher de 24 anos foi levada para um hospital da cidade de El Paso por um fazendeiro da região, onde foi mantida em coma induzido. 

Jessiane partiu de Buritis, em Rondônia, em direção à cidade mexicana, em setembro, na expectativa de começar uma nova vida ao lado do esposo no território americano. José Carlos disse ao AcheiUSA que, durante este tempo, foram várias tentativas frustradas de cruzar a fronteira, até que o coiote inicialmente contratado desistiu da travessia. Ela e se juntou a um segundo grupo de imigrantes, mas os planos não saíram como esperado. Os novos atravessadores a mantiveram em um cativeiro e exigiram dinheiro do marido sob ameaças de torturar a brasileira. “Recebi um video no meu celular que mostrava outras mulheres arrastando ela no chão pelos cabelos”, falou. Dois depósitos no valor de sete mil dólares cada foram realizados, mas as extorsões continuaram. “Entramos em um acordo de pagar se eles devolvessem ela. Eles falaram que iam entrega-la na imigração no Texas, mas isso nunca aconteceu. Acho que a deram por morta e jogaram em qualquer lugar”, declarou José Carlos.

Com a ajuda de uma enfermeira do hospital em que ela está internada em El Paso, a família foi localizada em Rondônia. A embaixada do Brasil no México foi acionada e a mãe da jovem recebeu um visto de emergência para viajar ao país. A polícia federal também foi contactada e uma investigação já foi aberta. Amigos criaram uma conta no site GoFundMe para arrecadar recursos para cobrir despesas hospitalares e custos de hospedagem e transporte de volta ao Brasil. De acordo com a página, Jessiane está se recuperando das lesões. Para fazer uma doação clique aqui.