Brasileiro assume presidência do Banco Interamericano de Desenvolvimento, com sede em Washington

Ilan Goldfajn vai substituir o americano Claver-Carone, que deixou o comando do BID em meio a um escândalo envolvendo o favorecimento ilícito de uma funcionária

0
288
Ilan Goldfajn foi definido como novo presidente do BID neste domingo (foto: Flickr)

Pela primeira vez na história, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) será comandado por um brasileiro. O economista Ilan Goldfajn foi eleito no domingo (20) com 80% dos votos das delegações de países da América Latina e Caribe, além de Estados Unidos e Canadá; que compõem a instituição.

Com sede em Washington, o BID é um dos principais investidores do continente americano. Somente em 2021, o banco financiou projetos da ordem $23,4 bilhões em áreas como infraestrutura, saúde e turismo em vários países. Em nota, o governo Biden parabenizou o brasileiro por sua nomeação frente a uma instituição que “desempenha um papel vital na promoção do bem-estar econômico, social e ambiental”.


Goldfajn foi presidente do Banco Central do Brasil durante o governo de Michel Temer e vai substituir o americano Claver-Carone, indicado pelo ex-presidente Donald Trump para presidir o BID em 2020. A permanência de Carone no cargo tornou-se insustentável após denúncias de favorecimento de uma funcionária; o que viola regras internas da instituição, forçando-o a renunciar. Como o novo cabeça do BID, o brasileiro prometeu se concentrar no combate à pobreza e à mudança climática em um cenário de crise econômica mundial.