Brasileiro dono de pet shop é preso por maus-tratos a cachorros em Boca Raton

Polícia investiga Plínio Roberto de Camargo Junior por alegações de crueldade e abuso contra animais

0
4850
Plínio Roberto de Camargo é investigado por crueldade e abuso contra animais. Foto: Palm Beach County Sheriff’s Office

O brasileiro Plínio Roberto de Camargo Junior, proprietário da American Dog Pet Grooming, em Boca Raton (FL), foi preso na sexta-feira (28) acusado de maus-tratos a animais. De acordo com o Gabinete do Xerife do Condado de Palm Beach, ele é investigado por pelo menos cinco casos de abuso a cachorros, registrados em vídeos em sua loja de tosa.

Plínio e sua esposa, a brasileira Alessandra Bresciani Barreto, residentes de Deerfield Beach, são proprietários do pet shop localizado na Boardwalk de Boca Raton.

A denúncia foi feita por um funcionário que disse presenciar Plínio maltratando animais sob seus cuidados. Ele forneceu evidências em vídeo, o que levou os investigadores a solicitar o mandado de prisão do brasileiro. O relatório afirma que outros funcionários pediram demissão devido ao abuso que testemunharam.

A acusação aponta que Plínio atormentava intencionalmente os cães, socando e golpeando os animais em diversas ocasiões. O denunciante declarou que, quando Plínio abusava dos animais, sua esposa, Alessandra, informava aos proprietários dificuldade em executar a tosa porque o animal estava estressado.

O relatório também afirma que houve duas queixas anteriores que foram investigadas, no entanto, os casos foram encerrados por falta de provas. Uma dessas investigações foi a respeito de um cachorro que faleceu após uma visita à American Dog Pet Grooming.

Plínio Roberto de Camargo Junior foi levado a cadeia do Condado de Palm Beach e deve fazer sua primeira aparição na corte ainda esta semana.