Brasileiro é morto a facadas por colega de trabalho em Massachusetts

Amigos se reuniram para ajudar a esposa, que tem um bebê de apenas dez dias

0
2192

Da Redação, com Rede ABR – O brasileiro Elivelton Dias, 38 anos, foi assassinado a facadas por um colega de trabalho na cozinha do restaurante P. F. Chang’s no Northshore Mall, em Peabody (MA) na tarde de sábado (29). Elivelton chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Ele foi atingido por uma faca de 30 centímetros que era usada para cortar sushi.

O assassino confesso é o americano Jaquan Huston, 23 anos, que foi preso em sua casa em Salem, para onde havia fugido após o crime. “Eu fiz o que devia ser feito”, teria dito o homem que também trabalhava no restaurante e está preso sem direito à fiança. Elivelton tinha acabado de ser pai de uma menina há apenas nove dias.

Segundo uma testemunha que estava no local, o crime ocorreu por volta das 5:40pm, ele se virou quando ouviu os gritos de Elivelton que estava com a faca cravada nas costas. “Ele (Elivelton) nunca vai saber o que o atingiu. O restaurante virou um caos completo, as pessoas gritavam, um cenário triste”, disse.

A mãe do acusado disse que estranhou quando o filho chegou em casa mais cedo no sábado, e ainda deu dinheiro para que o filho pegasse um ônibus. Quando a polícia chegou para levar o seu filho preso, é que tomou ciência do que havia acontecido.

Jaquan disse que havia sido ameaçado pelo brasileiro. Por incentivo da mãe, Huston matriculou-se numa grupo de controle de raiva, mas não chegou a ir nenhuma vez nas reuniões e não negou em hora nenhuma ter esfaqueado o brasileiro, provocando a sua morte.

Campanha na internet
Os amigos do casal estão fazendo uma campanha por meio do site Go Fund Me para arrecadar dinheiro para que o corpo seja levado para o Brasil. “Estamos arrecadando fundos para transportar o corpo para o Brasil e ajudar a viúva que está de resguardo de uma cesariana. Ela não tem nenhum familiar morando nos Estados Unidos e conta somente com amigos. Vamos unir nossas forças e mostrar nossa solidariedade”, informa a página da campanha que já arrecadou $14,8 mil. O site é o www.gofundme.com/cg3jjz7s