Brasileiro morto por tubarão será velado hoje em Massachusetts

Arthur Medici teve encontro com a mãe um mês antes de falecer depois de quatro anos vivendo nos EUA

0
3583
Brasileiro morto por tubarão se encontrou com a mãe há um mês FOTO Reprodução Facebook
Brasileiro morto por tubarão se encontrou com a mãe há um mês FOTO Reprodução Facebook

Amigos do brasileiro Arthur Medici prestarão homenagem ao jovem morto por ataque de tubarão no sábado (15) em Cape Cod, Massachusetts, nesta quarta-feira (19). O funeral acontecerá nesta quarta-feira (19), a partir das 4:30 pm, seguido do culto fúnebre, às 7:30 pm, na Family United Methodist Church, na 493 Lincoln Avenue, em Saugus (MA).

Os amigos do capixaba de 26 anos poderão se despedir antes de o corpo ser transportado até o Espírito Santo, onde será enterrado. A expectativa é que o corpo chegue ao Brasil na sexta-feira (21).

Arthur era estudante de Engenharia na Bunker Hill Community College. Arthur vivia com um casal de tios em Revere (MA) há cerca de 4 anos, segundo o The Globe. Os pais deles moram no Brasil e há um mês o brasileiro teve um encontro emocionante com a mãe que não via há quatro anos.

Arthur Medici praticava body board quando foi atacado por um tubarão na baía de Cape Cod. Foi a primeira morte em decorrência de mordidas do animal em 82 anos na região. A polícia local investiga o incidente. O brasileiro chegou a ser resgatado com vida, mas não resistiu aos ferimentos no hospital.

Uma prima do capixaba mostrou aos seguidores fotos do reencontro dele com a mãe, Denise Gava, a quem não via há quatro anos, desde que se mudara para os Estados Unidos. Rosi Gava publicou vídeos de mãe e filho reunidos no Facebook. Em uma das imagens, registrada ainda no aeroporto, Arthur e Denise trocam um longo abraço.

Na visão da parente, de quem Arthur era muito próximo desde criança, “Deus permitiu” que a mãe pudesse se despedir do filho, morto dali a um mês.

“Após 4 anos sem ver o filho, Deus permitiu que, no mês passado, ela se despedisse dele quando veio ao EUA. Eu ficava o tempo todo tirando foto dos dois juntos, até mesmo quando eles não estavam vendo, como esse vídeo do reencontro. Queria registrar esse momento de alegria. Um mês depois Deus o levou. Ficaram essas lembranças”, escreveu a prima Rosi.

O pai do brasileiro, Itamar Medici, compartilhou o vídeo do abraço e lamentou não ter o filho em seus braços. Estudante de Engenharia, o capixaba estava prestes a oficializar o noivado com uma estudante de Medicina.

“Era o abraço que eu tanto queria também, meu filhote!”, escreveu no Facebook. (Com informações do jornal O Globo).