Brasileiro pode ficar paraplégico após prédio em construção desabar sobre ele em Washington D.C.

Estrutura de quatro andares desmoronou e o jovem de 27 anos que trabalhava no local ficou mais de uma hora embaixo dos escombros

0
2626
Leonardo Moreto da Silva mora nos EUA há cerca de um ano (foto: GoFundMe)

 Leonardo Moreto da Silva, de 27 anos, trabalhava instalando janelas em um prédio de quatro andares na região noroeste de Washington D.C., quando a estrutura desabou no dia 1º de julho, deixando pelo menos cinco feridos.

Leonardo foi a vítima mais grave. Resgatado consciente pelo D.C. Fire and EMS Department após passar mais de uma hora sob os escombros, o brasileiro foi transportado para um hospital próximo e, segundo a irmã Leidiane Guimarães da Silva, ele sofreu uma lesão na medula e corre risco de ficar paraplégico.

“Meu irmão veio para os EUA em busca de seu sonho americano”, escreveu Guimarães na página do GoFundMe. “Infelizmente, seus sonhos foram interrompidos por um colapso brutal de um edifício”, acrescentou.

Leonardo é natural de Carapicuíba (SP) e cursou engenharia civil no Brasil. Há cerca de um ano morando em D.C., o objetivo do jovem era aprimorar o idioma inglês e fazer mestrado no país americano.

Desde o acidente, ele segue internado no Medstar Washington Hospital Center e a família precisa de ajuda para pagar os altos custos das cirurgias e demais tratamentos médicos.

Uma conta no site GoFundMe foi criada para receber contribuições para as despesas hospitalares. Para fazer uma doação clique aqui.

A causa provável para o desmoronamento do prédio teria sido a passagem de um vento forte pelo local, segundo informaram as autoridades, mas investigações para saber se alguma falha técnica contribuiu para desestabilizar a construção ainda estão sendo conduzidas.

A imprensa local cobriu o trabalho da equipe de buscas para resgatar Leonardo. Veja vídeo abaixo