Brasileiro procurado pela Interpol é preso em blitz de trânsito em NY

Homem estava falando ao celular quando foi parado; ele é procurado por tráfico de drogas, furto e roubo no Brasil

0
41445
Wesley de Oliveira Costa foi preso em uma blitz
Wesley de Oliveira Costa foi preso em uma blitz

O brasileiro Wesley de Oliveira Costa, de 28 anos, estava dirigindo e falando ao celular na segunda-feira (2), em East Hampton (NY), quando foi parado pela polícia que mais tarde descobriu que, no Brasil, Wesley é procurado por tráfico de drogas.  Ele também não tinha carteira de motorista e por isso foi levado para a delegacia.

Como de praxe, a polícia tirou as impressões digitais de Wesley e descobriu que ele estava na lista de procurados da Interpol por estar foragido. Segundo o policial responsável pela ocorrência, o brasileiro parecia que não sabia que estava sendo procurado e que tinha uma ordem de prisão em seu nome.

O departamento de polícia contatou o United State Department of Justice que entrou em contato com a polícia no Brasil e também com o Departamento de Homeland Security que tinha uma ordem para prender Wesley. Ele foi levado para um presídio federal e deve ser deportado para o Brasil.

O chefe de polícia de East Hampton disse que o caso do brasileiro ilustra o motivo pelo qual a polícia da cidade sempre tira as impressões digitais das pessoas pegas em blitz sem documentos. “O que pode parecer um crime de trânsito, pode esconder um crime de grande magnitude como esse”, disse Chief Larsen.

Em 2012, Wesley foi preso no Mato Grosso do Sul sob acusação de furto, roubo e tráfico de drogas. Ele responde por crimes que somam mais de 30 anos de prisão e estava foragido.