Brasileiro que atuava como repórter fotográfico morre em Boca Raton, FL

Mineiro de Governador Valadares, Marquinho Silveira fez carreira no jornal Diário do Rio Doce e estava na Flórida há um ano e meio; família pede ajuda para as despesas funerárias

0
3396
O mineiro Marquinho Silveira (foto: GoFundMe)

O repórter fotográfico profissional Marquinho Silveira, de 56 anos, era natural de Governador Valadares, MG, onde fez carreira no jornal regional Diário do Rio Doce. Há um ano e meio ele estabeleceu residência em Boca Raton, FL, onde morava com a cunhada Elba Rodrigues.

Ele faleceu neste domingo (8), após sofrer um infarto em casa. Segundo a cunhada, ele passou mal durante a noite e foi levado às pressas para o hospital, mas faleceu antes de ser socorrido.

A esposa e o filho de 16 anos que moram no Brasil haviam chegado aos EUA para uma viagem de dez dias em comemoração ao dia dos pais – celebrado neste domingo (8) pelo calendário brasileiro- e também ao aniversário de casamento do casal.

Os três passaram o domingo juntos e Marquinho postou uma foto do trio na tarde de domingo em um story no Facebook com a legenda:  “Passeio em família”.

De acordo com Elba, além do forte abalo emocional, a morte súbita do patriarca deixou a família em dificuldades financeiras ao ter que arcar com os altos custo funerários. “Ele era quem os mantinha no Brasil já que ela não ganha o suficiente”, contou.

Uma campanha no site de arrecadações GoFundMe foi criada com meta de alcançar $10 mil para ajudar nas despesas. Até a manhã desta terça-feira(10), o montante arrecadado somava $6,215.

“Estamos todos muito abalados pelo fato de ele ter apenas 56 anos e ser muito saudável, sem nenhum problema de saúde. Uma pessoa alegre e querida por todos”, falou a cunhada ao AcheiUSA.

O corpo ainda não foi liberado mas segundo Elba será cremado e as cinzas enviadas à Minas Gerais. 

Para ajudar a família de Marquinho Silveira clique aqui.