Brasileiro que se passava por biomédico é preso em Jacksonville, FL

Falso médico foi preso em flagrante enquanto realizava procedimentos estéticos sem autorização legal e sob influência de álcool

0
3607
Nelson Amilcar Turin, 47, foi preso dia 12 de março (foto: Jax Sheriff's Office)

O brasileiro Nelson Turin, 47, foi preso em flagrante pela polícia de Jacksonville, Flórida, por realizar procedimentos estéticos em pacientes se passando por biomédico. 

De acordo com as investigações, Turin oferecia serviços de preenchimento de lábios, queixos, bochechas, nariz e “qualquer outro tipo de injeção de botox”, segundo informou o xerife do caso, Mike Bruno.

O relatório da prisão indica que a farsa foi descoberta por meio de denúncia anônima. 

 Ao chegarem na clínica localizada no bloco 12.000 da San Jose Boulevard, os policiais encontraram o falso médico se preparando para  mais um procedimento. Os agentes constataram que, além de não possuir licença médica, o homem portava anestésicos e outros medicamentos sem autorização do Departamento de Saúde da  Flórida e atendia os pacientes alcoolizado.

“Ele  tinha frascos com rótulos da China, além de pacotes de seringas e agulhas”, disse o xerife,  “ esse é um dos casos mais estranhos que eu já vi em toda minha carreira”,  continuou.

Em média, o brasileiro cobrava $350 por um procedimento que custa $1,2 mil.

Agora, ele terá que responder às acusações de posse de medicamentos adquiridos ilegalmente com intenções comerciais e prática de medicina sem licença.

Turin confirmou aos investigadores que não tem formação como biomédico, mas uma certificação de flebotomista obtida no BCC Institute, em Orlando. Ele também disse que atuava como cirurgião plástico no Brasil.

Para verificar se um profissional de saúde está licenciado a exercer a profissão no estado da Flórida clique aqui.