Brasileiros largam bem nas oitavas da Libertadores

0
236
Vitor Roque passou a ser o jogador mais jovem a marcar um gol pelo Athletico-PR na Libertadores (Foto: José Tramontin/athletico.com.br)
Vitor Roque passou a ser o jogador mais jovem a marcar um gol pelo Athletico-PR na Libertadores (Foto: José Tramontin/athletico.com.br)

Os times brasileiros começaram bem a fase das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Apenas não deu para registrar a estreia do Fortaleza diante do Estudiantes de La Plata, no Castelão, porque o jogo foi realizado na quinta-feira (30) à noite. Enfim, a superioridade do futebol brasileiro está cada vez mais marcante no cenário sul-americano em relação a seus adversários continentais. Apenas os argentinos ainda oferecem alguma resistência, mas o poderio econômico dos clubes brasileiros está inclusive atraindo os melhores jogadores do país vizinho – pelo menos, aqueles que não conseguiram obter um contrato generoso com algum clube europeu.

Furacão bate Libertad

O bom momento começou na terça-feira (28) com a vitória do Athletico-PR sobre o Libertad, atual campeão paraguaio. Em um confronto aberto, o Furacão venceu o time do Paraguai por 2 a 1 na Arena da Baixada, e saiu em vantagem nas oitavas de final da Libertadores. Vitor Roque e Nico Hernández marcaram para o Furacão, enquanto Villalba fez para o Alvinegro. Todos os gols saíram no primeiro tempo. O time brasileiro precisa de qualquer empate ou vitória para avançar às quartas de final na próxima semana, em Assunção. Vale realçar os 12 jogos de invencibilidade do Athletico de Felipão, com nove triunfos e três igualdades.

O destaque ficou para Vitor Roque, estreante na competição e titular na vaga do lesionado Pablo. O atacante precisou de apenas cinco minutos para balançar as redes. Ele se projetou na área, recebeu de Terans e bateu forte na saída do goleiro. Com 17 anos e 120 dias, Vitor Roque passou Evandro (18 anos e 282 dias) e se tornou o jogador mais jovem do Athletico a marcar um gol em Libertadores. O recorde é de Júlio Enciso (16 anos, 10 meses e três dias), pelo Libertad, em 2020. Maior contratação da história rubro-negra, por R$ 24 milhões, o jogador tem dois gols e três pênaltis sofridos em 10 partidas pelo Furacão. O clube paranaense tirou o jovem do Cruzeiro porque a Raposa cometeu um erro (mais um!) no registro do atleta das categorias de base e abriu brecha para o Furacão contratar o garoto.

A partida de volta está marcada para 5 de julho, terça-feira, no Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai. Antes, o Athletico volta a campo contra o Palmeiras no sábado (2), no Allianz Parque, pela 15ª rodada do Brasileirão.

Com a vitória simples, o Athletico precisa de qualquer empate ou vitória para avançar às quartas de final. O Libertad precisa vencer por dois gols de diferença para avançar direto. Derrota do Furacão por um gol vai para os pênaltis.

Galo empata com Emelec no Equador

Jogadores festejam o gol de Ademir que garantiu o empate do Galo em Guayaquil (Foto: site oficial do Atlético-MG)
Jogadores festejam o gol de Ademir que garantiu o empate do Galo em Guayaquil (Foto: site oficial do Atlético-MG)

Atlético-MG e Emelec ficaram no 1 a 1 na noite da terça-feira (28), no Equador, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. O Galo desperdiçou grande chance de sair vitorioso. Saiu na frente no placar e não matou o jogo. Em dois vacilos viu Nathan Silva cometer pênalti (Sebastián Rodríguez empatou) e Allan ser expulso. Ainda assim, teve oportunidades para ganhar nos minutos finais, mas Hulk perdeu pênalti.

O confronto de volta entre Galo e Emelec será na próxima terça-feira (5), no Mineirão, onde os clubes definem quem avança às quartas de final da Libertadores.

Agora, o Atlético volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. No próximo sábado (2), o Galo vai a Caxias do Sul enfrentar o Juventude, pela 15ª rodada. O Alvinegro é o quinto colocado, com 24 pontos.

Noite dos goleiros!

O esforço de William, que teve até mesmo uma luxação no ombro, não foi suficiente para o Timão derrotar o Boca (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)
O esforço de William, que teve até mesmo uma luxação no ombro, não foi suficiente para o Timão derrotar o Boca (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

O primeiro capítulo das oitavas de final da Libertadores de 2022 entre Corinthians e Boca Juniors terminou sem gols. Na noite da terça-feira (28), na Neo Química Arena, os dois times empataram por 0 a 0 graças aos goleiros Cássio, do Timão, e Rossi, do time argentino. O goleiro do Boca foi decisivo por defender o pênalti cobrado por Róger Guedes ainda no primeiro tempo. E o ídolo corintiano salvou um chute complicado de Benedetto e outro de Óscar Romero. Róger, pela penalidade perdida, saiu vaiado por uma parte da torcida e aplaudido por outra. A decisão está totalmente aberta para o duelo em Buenos Aires.

Com esse empate, quem vencer na partida da próxima terça-feira (5), na Bombonera, em Buenos Aires, avança às quartas de final para pegar quem passar de Flamengo x Tolima. Se houver nova igualdade, a decisão da vaga será nos pênaltis.

Mais uma vez, torcedores do Boca Juniors imitaram macaco em direção a corintianos no estádio. Após denúncia do gesto racista à polícia, alguns foram detidos. Houve também um torcedor detido por gesto nazista.

O atacante Yuri Alberto, novo reforço do Corinthians, esteve na Neo Química Arena para acompanhar o duelo com o Boca Juniors. Ele só poderá jogar na Libertadores, se o Corinthians passar de fase.

Antes de reencontrar o Boca Juniors, no dia 5, em Buenos Aires, o Corinthians volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no sábado (2), quando encara o Fluminense, no Maracanã, pela 15ª rodada.

Quase classificado!

Rony tem 16 gols marcados na Libertadores e se igualou a Pelé e Zico na artilharia da competição (Foto: Cesar Greco)
Rony tem 16 gols marcados na Libertadores e se igualou a Pelé e Zico na artilharia da competição (Foto: Cesar Greco)

O Palmeiras deu um grande passo rumo às quartas de final da Libertadores. Na noite da quarta-feira (29), em Assunção, no Paraguai, o Verdão venceu o Cerro Porteño por 3 a 0, com dois gols de Rony e um de Murilo, na partida de ida das oitavas de final do torneio. Após um primeiro tempo pouco produtivo de ambos os times, a equipe de Abel Ferreira sobrou na etapa final e ligou o modo “copeiro”. Com Scarpa em grande fase, participando de dois gols, Rony fez a diferença com oportunismo – na reta final, o zagueiro Murilo, sempre letal no ataque, fez o terceiro. O time paraguaio pouco fez para incomodar o rival brasileiro e se complicou logo na primeira partida. O sonho do tetra (tri seguido) está vivo na Academia de Futebol. 

No jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira (6), no Allianz Parque, o Palmeiras pode até perder por dois gols de diferença para avançar às quartas de final. O Cerro precisa ganhar por três gols para levar a decisão aos pênaltis ou por quatro para avançar direto. Quem passar, encara o classificado de Atlético-MG x Emelec. 

Um torcedor do Cerro Porteño foi flagrado por palmeirenses imitando macaco em direção à torcida do time brasileiro. Nas redes sociais, torcedores do Verdão cobraram atitude da Conmebol. 

Antes de reencontrar o Cerro Porteño, na próxima quarta-feira (6), no Allianz Parque, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, o Verdão tem compromisso pelo Brasileirão. No sábado (2), o time de Abel Ferreira recebe o Athletico, em casa, pela 15ª rodada da competição.

Flamengo sofre, mas garante vitória

Andreas Pereira marcou o gol do Flamengo sobre o Tolima em seu (possível) jogo de despedida (Foto: Nathã Soares/CRF)
Andreas Pereira marcou o gol do Flamengo sobre o Tolima em seu (possível) jogo de despedida (Foto: Nathã Soares/CRF)

Coube a Andreas Pereira, em sua provável despedida, dar a vitória ao Flamengo por 1 a 0 sobre o Tolima, na quarta-feira (29), na Colômbia. O volante acertou um lindo chute de fora da área e garantiu ao time a vantagem para o jogo da volta das oitavas da Libertadores, no Maracanã, na próxima quarta-feira.

O empréstimo do volante ao Flamengo terminou na quinta-feira (30), e ele deverá voltar ao Manchester United. Contra o Tolima, ele acertou um chutaço, ainda no primeiro tempo, que terminou por ser o da vitória. Entusiasmado, tirou até a camisa na comemoração e levou o amarelo. O clube tenta baixar o valor para comprá-lo, mas os ingleses já programam o futuro do atleta, que deve ser negociado com o Fulham.

O gol de Andreas Pereira aos 16 minutos deu a vantagem ao Flamengo, mas o time teve dificuldades contra o Tolima. A começar pela saída de bola lenta e falha, que em algumas vezes deixou os colombianos em condição de empate. Gabigol, muito isolado, acabou tendo uma participação mais uma vez com poucas possibilidades de finalização. Rodinei foi a melhor alternativa de ataque pela ponta direita. Léo Pereira, que tirou um gol do Tolima em cima da linha, também foi destaque.

O Flamengo foi direto para São Paulo, pois no sábado (2) enfrenta o Peixe na Vila, pelo Brasileiro. Na quarta-feira (6), o Rubro-negro carioca precisa apenas de um empate com o Tolima para avançar às quartas de final da Libertadores.

Nos duelos entre argentinos, Talleres e Colon empataram em 1 a 1, em Cordoba, e a vaga será decidida em Santa Fe, casa do Ciclon, como é conhecido o Colon. Já o Velez Sarsfield derrotou o River Plate por 1 a 0 e precisa apenas de um empate com o Millonarios para ir às quartas de final. Porém, o River Plate é uma equipe forte, apontada como uma das favoritas ao título da Libertadores.

Inter decepciona em Santiago e sai derrotado

Heitor falhou no gol de abertura do Colo Colo e Inter precisa reverter o placar em Porto Alegre (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)
Heitor falhou no gol de abertura do Colo Colo e Inter precisa reverter o placar em Porto Alegre (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

O Inter teve a pior atuação desde a chegada de Mano Menezes e foi completamente envolvido pelo Colo-Colo. A derrota por 2 a 0, na noite da terça-feira (28), em Santiago, no jogo de ida das oitavas de final da Sul-Americana, deixou os gaúchos em situação delicada no confronto. Lucero contou com a falha de Heitor para abrir o placar aos 11 do primeiro tempo, e Solari ampliou aos nove da etapa complementar. Estevão marcou no finalzinho, mas o lance foi anulado pelo árbitro após revisão no monitor. O argentino Patricio Loustau invalidou o gol por toque de braço de Edenilson na origem da jogada.

Agora, o Inter precisa vencer por três ou mais gols de diferença para conseguir a classificação no tempo regulamentar no Beira-Rio. Se ganhar por dois gols, leva a decisão para os pênaltis. O Colo-Colo, a rigor, joga por três resultados: derrota por um gol, empate e vitória. Lembrando que o gol qualificado não é critério de desempate na Sul-Americana.

O Inter volta a campo no sábado (2), contra o Ceará, em Fortaleza pela 15ª rodada do Brasileirão. O Colo-Colo joga na sexta-feira, às 19h, contra o Éverton, pela 16ª rodada do campeonato chileno. O jogo de volta pela oitavas de final da Sul-America está agendado para terça-feira (5), no Beira-Rio.

Vitória nas nuvens!

Jogadores do Ceará comemoram em campo a vitória sobre o The Strongest na altitude de La Paz (Foto: Felipe Santos/cearasc.com)
Jogadores do Ceará comemoram em campo a vitória sobre o The Strongest na altitude de La Paz (Foto: Felipe Santos/cearasc.com)

Foi espetacular, com emoção até o final. Com gols de Erick e Zé Roberto, o Ceará venceu por 2 a 1 o The Strongest na quarta-feira (29), fora do País, pelo duelo de ida das oitavas de final da Sul-Americana. Ursino fez o gol dos donos da casa. Foi a primeira vitória do Ceará com Marquinhos Santos. O time segue 100% na Sul-Americana

Ceará e The Strongest se encaram no dia 6 de julho, na Arena Castelão, no jogo de volta das oitavas de final da Sul-Americana. Antes disto, porém o Alvinegro cearense enfrenta o Internacional em casa pela 15ª rodada do Brasileirão.

Tudo igual na Venezuela

Depois de 100 dias sem jogar, Carlos Sánchez foi autor do passe que garantiu o empate do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Depois de 100 dias sem jogar, Carlos Sánchez foi autor do passe que garantiu o empate do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Mesmo com dez desfalques e cheio de reservas, o Santos buscou o empate por 1 a 1 com o Deportivo Táchira, na noite da quarta-feira (29), em San Cristobal, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Com uma formação diferente da habitual, o Peixe sofreu diante do limitado time venezuelano e saiu atrás com um gol contra de Zanocelo. No fim, porém, o técnico Fabián Bustos fez substituições que deram certo resultado: Carlos Sánchez, que não jogava há mais de 100 dias, deu assistência para o contestado Bryan Angulo empatar. O resultado representa uma ligeira vantagem ao Santos, que fará o jogo de volta na Vila Belmiro, quarta que vem, precisando de uma vitória simples para avançar às quartas de final.

Santos e Deportivo Táchira se reencontram na próxima quarta-feira (6), na Vila Belmiro – o Peixe precisa de uma vitória simples para se classificar, enquanto novo empate leva a decisão da vaga para os pênaltis. Antes de rever o Táchira, o Santos volta a campo no próximo sábado (2) para enfrentar o Flamengo, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.