Brasileiros são presos em Miami por envolvimento com crime de tráfico de pessoas

De acordo com documentos processuais obtidos com exclusividade pelo AcheiUSA, policiais encobertos (undercover) inflitraram-se na rede de tráfico humano e chegaram aos brasileiros

0
19147
Homeland Security Investigations
Homeland Security Investigations

Três brasileiros foram presos no sábado, 30 de setembro, acusados de promover a entrada ilegal de estrangeiros nos Estados Unidos. Foram presos Anna Cecilia Ferreira, Luciano Rodrigues Pereira e Eduardo Gomes. Os dois primeiros estavam sendo investigados por agentes de vários departamentos da polícia americana, de acordo com documentos processuais obtidos com exclusividade pela reportagem do AcheiUSA. Eduardo Gomes estaria sendo acusado de conspiração para o tráfico humano e não há provas de que ele esteja envolvido no esquema.

Segundo documentos da corte, policiais encobertos (undercover) infiltraram-se na rede de tráfico humano e chegaram aos brasileiros. Durante as investigações, uma pessoa no Brasil, não identificada pela denúncia, teria contatado um dos agentes buscando um barco e um capitão que pudessem trazer estrangeiros ilegalmente das Bahamas para os EUA. A pessoa teria dito ao agente para ele contatar a brasileira Anna Cecília, de 39 anos, moradora de Pompano Beach, para facilitar a operação.

Anna Cecília e Eduardo Gomes – reprodução do Facebook

Durante uma semana, segundo os documentos obtidos pela nossa reportagem, Anna Cecilia negociou com o agente a transferência dos estrangeiros. No dia 26 de setembro, ainda segundo a denúncia da polícia, os dois encontraram-se em Miami para discutir os detalhes da operação e acordar as condições de pagamento. Anna então teria concordado em pagar cerca de $85 mil dólares para o agente encoberto ir a Freeport, nas Bahamas, buscar quatorze estrangeiros de diferentes nacionalidades, entre eles brasileiros, e trazê-los para os EUA. A brasileira teria deixado claro ao agente que os estrangeiros não tinham visto para os EUA. No dia seguinte, o agente teria recebido um adiantamento de $1 mil de Luciano Pereira, para as despesas iniciais da operação.

Anna Cecília e a pessoa no Brasil colocaram então o agente em contato com uma outra pessoa em Freeport. Em operação coordenada com o departamento de imigração das Bahamas, o agente encontrou-se com a pessoa responsável pela operação em Freeport, que lhe apresentou seis estrangeiros que seriam traficados para os EUA. Os seis, entre eles três brasileiros, foram presos em flagrante pelo serviço de imigração das Bahamas.

No dia 30 de setembro, ainda de acordo com a denúncia, os brasileiros concordaram em mostrar provas para o pagamento do serviço. Luciano Pereira apareceu no local combinado e mostrou $9 mil dólares em dinheiro como prova de condições para pagar a operação. Logo depois chegaram Anna Cecilia e Eduardo Gomes, e os três foram presos.

A advogada de imigração Renata Castro Alves comentou o caso. “Fica claro que o governo americano está mandando um recado para a comunidade imigrante – penas duras serão aplicadas não só a quem está nos EUA irregularmente, mas também aos que incentivam ou lucram com isso”, disse a advogada.

Em contato com a redação do AcheiUSA, familiares informaram que Anna Cecília teria sido liberada na tarde de quinta-feira (5). A família não especificou se alguma fiança foi paga ou as condições da liberação.