Caças interceptam avião que violava espaço aéreo perto de Mar-a-Lago

Dois jatos F-16 interceptaram avião de pequeno porte que voava em espaço restrito perto da residência de Trump em Palm Beach, onde o presidente passa as festas de fim de ano

0
3036
F-16 (Foto: Master Sgt. Andy Dunaway/Wikipedia)
F-16 (Foto: Master Sgt. Andy Dunaway/Wikipedia)

DA REDAÇÃO, COM PALM BEACH POST — Dois caças F-16 interceptaram um avião particular na tarde de domingo (31) que voava em espaço aéreo fechado devido à presença do presidente Trump na sua casa de Mar-a-Lago, em Palm Beach (FL).

Segundo um porta-voz do NORAD (sistema de defesa aérea americano), os jatos, baseados na base aérea de Homestead, patrulhavam a área quando foram avisados da presença do avião no espaço aéreo restrito.

A aeronave estava 29 milhas ao norte de Mar-a-Lago quando foi interceptada às 4:24 da tarde. Moradores da área disseram que ouviram o ruído dos jatos.

O piloto do avião de pequeno porte não sabia da restrição, disse porta-voz do NORAD. Os jatos acompanharam o avião até ele pousar no North Palm Beach County General Aviation Airport. A FAA (Federal Aviation Agency) vai determinar se o piloto será multado ou não.

Quando o presidente está em Mar-a-Lago, todas as operações aéreas, com poucas exceções, ficam proibidas dentro de um círculo com raio de 10 milhas, com centro no aeroporto internacional de Palm Beach.

A Base Aérea de Homestead, de onde partiram os F-16, fica a 25 milhas ao sul de Miami.