Câmara de Deputados da Flórida impede meninas e mulheres transexuais de competir em esportes

0
1609
Kaylee Tuck, R-Lake Placid, disse que a proibição de atletas transgêneros é necessária para estabelecer paridade para atletas biologicamente femininas (Foto: Ted Eytan/Flickr)
Kaylee Tuck, R-Lake Placid, disse que a proibição de atletas transgêneros é necessária para estabelecer paridade para atletas biologicamente femininas (Foto: Ted Eytan/Flickr)

Apesar dos apelos apaixonados de defensores LGBT, um painel da Câmara da Flórida aprovou na quarta-feira (17) uma proposta polêmica proibindo meninas e mulheres transexuais de competir em esportes. A autora do projeto de lei, Kaylee Tuck, R-Lake Placid, disse que a proibição de atletas transgêneros é necessária para estabelecer paridade para atletas biologicamente femininas.

“Existem diferenças biológicas inerentes entre homens e mulheres. O ‘Fairness in Women Sports Act’ apoia mulheres e meninas garantindo que tenham as mesmas oportunidades que homens e meninos de mostrar suas habilidades, força e outras habilidades atléticas”, disse a deputada antes da votação do painel 13-4 a favor do projeto.

Mas os críticos das medidas dirigidas a atletas estudantes transgêneros argumentam que as propostas estão enraizadas no medo, na incompreensão e na política.