Casa Branca anuncia investimentos contra o vírus zika

Serão direcionados $589 milhões para combater o aedes aegypti no País

0
1266
O que mais preocupa é a associação do vírus com outras doenças
O que mais preocupa é a associação do vírus com outras doenças

DA REDAÇÃO – A Casa Branca informou na quarta-feira (6) que vai direcionar $589 na tentativa de impedir a expansão do vírus da zika, que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, pelo seu território. As informações são do G1.

O diretor de orçamento dos Estados Unidos, Shaun Donovan, afirmou que algumas das medidas, no entanto, podem sofrer atrasos ou ser suspensas a menos que o Congresso aprove um pedido de financiamento de emergência de mais de $ ,8 bilhão, que foi feito no início do ano.

“A gente não quer brincar com fogo aqui”, afirmou Donovan.

O vírus, relacionado a diversos casos de microcefalia no Brasil, se espalha rapidamente pela América Latina e Caribe e segue para o norte, à medida que o clima esquenta.

A secretária de Saúde e Serviços Humanos, Sylvia Mathews Burwell, disse que sem o fundo de emergência solicitado, rejeitado por alguns importantes parlamentares republicanos, os EUA arriscam sua habilidade de responder ao zika vírus.

Burwell disse que o controle do mosquito e vigilância pode ter que ser atrasado ou paralisado, desenvolvimento de vacinas podem ser prejudicados e o desenvolvimento de testes de diagnósticos mais rápidos pode ser comprometido.

Apesar de a zika geralmente evoluir de forma benigna – com sintomas como febre, coceira e dores musculares –, o que mais preocupa é a associação do vírus com outras doenças. O Ministério da Saúde já confirmou a relação do vírus da zika com a microcefalia e investiga uma possível relação com a síndrome de Guillain-Barré.