Casa Branca condena envio de pacotes suspeitos a Obama, Hillary e CNN

Sede da CNN em New York foi esvaziada para averiguação de pacote suspeito enviado à redação; deputada Democrata na Flórida também recebeu pacote suspeito

0
1145
Policiais fazem guarda na frente do Time Warner Center, em Nova York, depois que um pacote suspeito foi encontrado no prédio — Foto Reuters Shannon Stapleton
Policiais fazem guarda na frente do Time Warner Center, em Nova York, depois que um pacote suspeito foi encontrado no prédio — Foto Reuters Shannon Stapleton

A Casa Branca emitiu um comunicado nesta quarta-feira (24) depois de pacotes suspeitos terem sido enviados para o ex-presidente Barack Obama, para Hillary Clinton e para o escritório da TV CNN em New York.

“Nós condenamos essa tentativa de ataques violentos feitos ao ex-presidente Obama, à família Clinton e a outras figuras públicas. Esses atos são desprezíveis e os responsáveis serão punidos com todo o rigor da lei. O Serviço Secreto e outras agências de segurança nacional estão trabalhando para descobrir quem são esses covardes”, disse a porta-voz da Casa Branca, Sara Sanders em seu Twitter.

A CNN informou que um pacote que pareceu suspeito a funcionários da própria emissora em Nova York fez com que a polícia fosse chamada e o prédio onde ficam os estúdios da rede na cidade, o Time Warner Center, fosse esvaziado. A CNN disse que a polícia infomou que foram usados fios e um pedaço de cano na elaboração desse suposto dispositivo.

A deputada do Democrata Debbie Wasserman Schultz também teria recebido um pacote suspeito em Sunrise (FL). A polícia da cidade informou que nenhum outro embrulho suspeito foi encontrado na cidade, somente endereçado à deputada.

Obama e Hillary

Mais cedo, o Serviço Secreto dos EUA interceptou dois pacotes suspeitos endereçados ao ex-presidente Barack Obama e à residência de Hillary e Bill Clinton no subúrbio de New York.

Nem Obama nem Clinton chegaram a receber ou abrir os embrulhos, que foram descobertos durante uma inspeção de rotina e levados para investigação, de acordo com comunicado do Serviço Secreto.

O pacote enviado a Obama foi interceptado em Washington D.C. na quarta-feira (24) pela manhã e o outro para os Clinton, com material explosivo, foi encontrado nas imediações da residência do casal em Chappaqua (NY).

O FBI informou que no início desta semana um outro pacote suspeito foi enviado para o bilionário Democrata George Soros e também foi pego antes de chegar ao destino.

A deputada Debbie_Wasserman_Schultz também teria recebido pacote suspeito
A deputada Debbie_Wasserman_Schultz também teria recebido pacote suspeito