Casal é preso em Palm Beach por manter filho adotivo trancado em garagem por quatro anos

Segundo a polícia, a criança frequentava a escola pela manhã, mas era trancada o resto do dia no local onde fazia suas refeições e usava um balde como vaso sanitário

0
2808
Criança confirmou que sofria abusos desde que foi morar com os pais adotivos (foto: Imagem ilustrativa, Pixabay)

Um casal de Jupiter, no condado de Palm Beach, foi preso é irá responder a acusações de abuso infantil por confinar seu filho adotivo de 13 anos dentro de uma garagem desde o final de 2017. De acordo com a polícia, os agentes receberam um denúncia no dia 30 de janeiro informando que o menino havia fugido de casa. Não está claro quem denunciou nem por quanto tempo a criança estava desaparecida. Ao chegarem à residência, um dos policiais notou  uma estrutura montada na garagem com uma trava do lado de fora da porta. Além disso, eles encontraram um colchão, um balde e alguns vestígios de alimentos no chão. O adolescente desaparecido foi localizado no dia seguinte na escola e os detetives entrevistaram a criança que confirmou sofrer abusos desde que foi morar com a família. Além da prisão domiciliar, foi descoberto que Tracy e Timothy Ferriter, os pais adotivos, também agrediam fisicamente o menor. De acordo com a polícia, o adolescente podia frequentar a escola pela manhã, mas pelo resto do dia era mantido trancado no local onde fazia suas refeições e usava o balde como vaso sanitário. O casal está preso na cadeia do condado de Palm Beach, onde aguarda julgamento.