Chegou a hora do Super Bowl

0
3611

Essa semana os Estados Unidos pararam. E não foi por causa de algum decreto de Donald Trump. Esta é a semana que antecede o tão esperado jogo de domingo programado para Houston, Texas, que reúne Atlanta Falcons e o favorito New England Patriots. A transmissão da partida, que deve ser assistida por cerca de 1 bilhão de telespectadores em todo mundo, será feita pela Fox, a partir das 6h30 ET. Enquanto a forte equipe de Boston, treinada por Bill Belicick e comandada por Tom Brady, tenta conquistar mais um Super Bowl. No entanto, terá pela frente um adversário disposto a surpreender. O Atlanta Falcons, do quarterback Matt Ryan, quer provar que chegou à final com grandes méritos e pode levar o troféu para Atlanta. Mais do que atração esportiva, Super Bowl é um show. Tanto que Lady Gaga deve agitar o intervalo e provocar vários comentários. Para completar, é o único evento no qual as pessoas não saem da frente da TV nos intervalos comerciais porque todos querem assistir aos novos comerciais – cujo 30 segundos custam uma fortuna. Mesmo para quem não curte futebol americano, assistir ao Super Bowl é uma atração imperdível.

Brasileiros na Pré-Copa Libertadores: Botafogo

Uma bela festa, um novo esquema, uma formação inédita e uma boa vitória. O Botafogo leva para o Chile uma pequena vantagem, mas a sensação é que o resultado poderia ter sido melhor. Ficou a impressão de que o Alvinegro esteve perto de definir a classificação no primeiro tempo do 2 a 1 contra o Colo-Colo. Na etapa final, no entanto, a superioridade não se confirmou.  É difícil apontar apenas um motivo para a queda de rendimento no segundo tempo. O Colo-Colo voltou bem do intervalo, Pedro Morales incendiou o jogo, o Botafogo cansou… A saída de Airton, no entanto, teve um peso maior. Autor do primeiro gol – seu primeiro em 76 jogos -, o volante comandou, enquanto esteve em campo, o meio-campo alvinegro. Além do equilíbrio defensivo, iniciou algumas das principais jogadas do Glorioso. Por falta de sorte, caiu de mau jeito no último minuto do primeiro tempo, e deixou o jogo com suspeita de fratura no cotovelo esquerdo. Jair Ventura, que já havia apostado em uma formação ofensiva, ousou. Trocou Airton por João Paulo, um outro volante, mas com características mais ofensivas. O camisa 11 até entrou bem em sua estreia, mostrou qualidade, mas taticamente o Botafogo perdeu muito na troca. Bruno Silva recuou, mas o time não conseguiu manter a mesma pegada, levou um gol e sofreu até o fim. A vitória foi importante, obviamente, porém, o resultado não garante o Bota na próxima fase. Se o Colo Colo vencer por 1 a 0 em Santiago, na próxima semana, os chilenos seguirão na competição e os cariocas serão eliminados. Portanto, toda atenção é pouco.

Brasileiros na Pré-Copa Libertadores: Atlético Parananense

O Atlético-PR de 2017 tem novas caras. O lateral-direito Jonathan, o meia-atacante Felipe Gedoz e o atacante Grafite são as principais novidades. Recém-contratado, o trio estreou como titular na vitória por 1 a 0 sobre o Millonarios, da Colômbia, na noite de quarta-feira (1), na Arena da Baixada, pela segunda fase da Libertadores. O meia Carlos Alberto, outro reforço, entrou no intervalo. O novo Furacão contou com Weverton; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Sidcley; Otávio, Lucho González e Felipe Gedoz; Pablo, Crysan e Grafite. Apesar da reformulação, o Atlético-PR de Paulo Autuori repetiu acertos e erros do time de 2016. Mesmo sem Thiago Heleno, ainda não regularizado, mostrou a característica de força defensiva, conseguindo conter os avanços da equipe colombiana e garantindo a vantagem no placar. Weverton, Jonathan e Paulo André tiveram atuações seguras. Wanderson pecou na saída de bola (três passes errados, o pior no quesito), mas mostrou segurança nos desarmes e nos cortes. E Sidcley deixou espaços, mas deu trabalho na frente. O jogo de volta está marcado para a próxima quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), no El Campín, em Bogotá. Ele garante a vaga se vencer, empatar ou até se perder por um gol de diferença, desde que balance as redes (derrotas por 2 a 1 ou 3 a 2, por exemplo). Quem passar enfrenta o vencedor de Deportivo Capiatá, do Paraguai, e Universitario, do Peru, na terceira fase.

Cariocão já está a pleno vapor

Flamengo e Fluminense estão jogando muito bem e lideram seus grupos. Devem, portanto, se classificar sem problemas para a fase decisiva da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Botafogo, mais concentrado na fase de classificação para a Copa Libertadores da América, não teve um bom início, com um empate e uma derrota em duas partidas. O Vasco da Gama estreou mal ao ser goleado por 3 a 0 pelo Flu, no entanto, tem possibilidades de se recuperar. E a diretoria do Cruzmaltino ainda tenta contratar mais jogadores para fechar o elenco para 2017.

Fla e Flu são destaques

O Rubro-Negro já obteve duas goleadas no início do Campeonato Carioca – 4 a 1 sobre o Boavista e 3 a 0 sobre o Macaé – e, mais do que isto, vem apresentando bom conjunto e um futebol envolvente. A equipe treinada por Zé Ricardo está com uma química interessante. Até mesmo o recém-chegado Trauco encaixou-se perfeitamente ao esquema, fazendo com que os flamenguistas não lamentem tanto a venda de Jorge para o Lyon da França. Some-se ao fato dele estar bem entrosado com Paolo Guerrero, uma vez que executam jogadas treinadas quando estão na seleção peruana. Aliás, o Mengo tem uma verdadeira legião estrangeira. Além dos peruanos, ainda estão no elenco os argentines Macuello e Donatti e os colombianos Cuellar e Berrío, recém-contratado junto ao Atlético Nacional – atual campeão da Copa Libertadores da América. Já o Fluminense começou 2017 voando. Abel Braga parece ter conseguido dar consistência ao time que vem sendo regido tecnicamente pelo craque Gustavo Scarpa. A equipe até agora venceu todos os jogos oficiais. Além das duas vitórias no Cariocão, o Flu também derrotou o Criciúma pelo Grupo A da Primeira Liga – competição que reúne clubes do Sul do País, do Rio de Janeiro e o Ceará, como convidado.

Raposa bate Galo no primeiro clássico de 2017

Exatamente pela Primeira Liga, Cruzeiro e Atlético se enfrentaram na quarta-feira (1) e o Cruzeiro teve mais volume de jogo que o Atlético-MG, criou mais chances e quase não foi incomodado. É claro que é apenas o começo de temporada e que o único adversário do mesmo nível que o Cruzeiro enfrentou foi o Atlético-MG. Mas o que se desenha é uma temporada em que o time vai brigar pelos títulos e não frequentar as posições inferiores da tabela de classificação, como nas duas últimas edições do Brasileirão. O começo de temporada cruzeirense está sendo promissor, e a torcida está animada com os primeiros resultados do ano. Primeiro, foram dois jogos-treino e um amistoso, contra adversários sem expressão. As três vitórias, com 18 marcados e apenas dois sofridos, foram um bom presságio para 2017, que está apenas no início. Mas o primeiro teste para valer foi na estreia do Campeonato Mineiro. O Cruzeiro sentiu um pouco a falta de ritmo no primeiro jogo oficial do ano, mas, ainda assim, fez 2 a 1 no Villa Nova-MG, tendo uma atuação boa. Ficou então a expectativa para o clássico contra o Atlético-MG, pela Primeira Liga. Era o teste definitivo para o Cruzeiro de 2017.A vitória no clássico foi magra, apenas 1 a 0, gol do uruguaio Arrascaeta. Mas a atuação foi de encher os olhos. E ainda falta Tiago Neves estrear na equipe estrelada.

Pela Primeira Liga, Inter bate Brasil de Pelotas

É apenas o começo da temporada. Somente dois jogos oficiais. Inclusive a direção segue no mercado atrás de peças para o setor. Porém, o ataque, enfim, começa a dar alento aos colorados. Na vitória por 2 a 1 do Inter sobre o Brasil de Pelotas na noite de quarta-feira (1), na estreia pela Primeira Liga, foi graças aos gols dos homens de frente que os três pontos vieram, o que revigora o time após encerrar 2016 com o terceiro pior poder de fogo do Brasileirão. Contra o Xavante, a dupla escalada por Antônio Carlos fez a diferença rapidamente. Logo aos 10 minutos, saiu o primeiro gol. Brenner chutou, mas a bola bateu na zaga. No rebote, Andrigo arriscou cruzado, e Nico López colocou o pé para tirar as chances de defesa de Martini. O time seguiu na pressão e, seis minutos depois, ampliou. Após cobrança de escanteio de Seijas, Brenner cabeceou. O goleiro xavante espalmou, mas devolveu para o centroavante, que desta vez não perdoou, em um chute rente à trave. O rendimento encheu o atacante de orgulho.

Paulistão começa no final de semana

Por falar em Palmeiras, começa neste final de semana o Campeonato Paulista, considerado o mais disputado e rentável dos torneios estaduais. Este ano, a Federação Paulista de Futebol (FPF) reduziu para 16 clubes a divisão de elite. Os clubes estão divididos em quatro grupos – com os quatro grandes do estado colocados em diferentes grupos. Os dois primeiros colocados de cada grupo classificam-se para a próxima fase. Os vencedores dos quatro jogos farão as semifinais. Os ganhadores do jogos semifinais se classificarão para as finais do Paulistão, previstas para 30 de abril e 7 de maio.

Gabriel Jesus estreia com pé direito na Inglaterra

A estreia de Gabriel Jesus como titular na Premier League foi inesquecível para o brasileiro, que marcou seu primeiro gol com a camisa do Manchester City e ainda deu uma assistência para De Bruyne na vitória por 4 a 0 sobre o West Ham. Eleito o melhor da partida da quarta-feira (1), o atacante fez questão de fazer um post no Instagram para deixar registrado o momento importante na sua carreira. Jesus escolheu uma foto de sua comemoração do gol, com a legenda “Do Peri para o mundo”, fazendo referência ao bairro onde nasceu, o Jardim Peri, uma hashtag. Ainda por cima, o jovem atacante brasileiro recebeu muitos elogios de Pep Guardiola, melhor técnico do mundo que o convenceu a trocar o Palmeiras pelo Manchester City.