China reabre a cidade de Wuhan, berço do coronavírus no mundo

Cidade, que concentra 77% dos casos da COVID-19 na China, ficou fechada por 76 dias

0
1214
Wuhan, China, é o berço do coronavírus (Foto: Meraj Chhaya/El Gazette/Flickr)
Wuhan, China, é o berço do coronavírus (Foto: Meraj Chhaya/El Gazette/Flickr)

O governo chinês suspendeu na quarta-feira (8) o isolamento em Wuhan, cidade onde houve a primeira contaminação pelo novo coronavírus. Na China Continental, o número de casos chegou a 81.802, com mais de 3.300 mortos.

Na cidade, trens, rodovias, e aeroportos voltaram a operar. Mais de 50 mil pessoas já viajaram na quarta-feira (8) para outras regiões do país. Por isso, as autoridades pedem que os cuidados sejam mantidos. Depois de um dia sem registro de mortes na China, houve duas nesta quarta, além de 62 novos casos e 137 casos assintomáticos.

Wuhan tem 11 milhões de habitantes e o primeiro caso de coronavírus foi detectado em dezembro de 2019. Somente na cidade, 50 mil pessoas foram infectadas e outras 2,5 mil morreram com a COVID-19 (77% dos casos do país). 

O epidemiologista chinês, Luo Ping, disse à CCTV que está preocupado com a reabertura da cidade. “As pessoas estão voltando ao trabalho, as fábricas produzindo e o número de pessoas é maior nas ruas. Alguns residentes já baixaram a guarda e não usam máscaras para sair às ruas. Vale lembrar que a reabertura da cidade não quer dizer que está tudo bem, que estamos livres do vírus. Temos que continuar com medidas de prevenção e controle do coronavírus”, ressalta Ping. (Com informações da CNN)