Cirque du Soleil lamenta morte de acrobata durante apresentação do ‘Volta’ em Tampa (FL)

Yann Arnaud, de 38 anos, fazia acrobacia aérea preso por faixa que se rompeu durante espetáculo

0
3346
Yann Arnaud, 38 anos, morreu depois de queda durante apresentação
Yann Arnaud, 38 anos, morreu depois de queda durante apresentação

A família de acrobatas do Cirque du Soleil está chorando a morte de um dos veteranos de sua trupe, depois de um grave acidente durante o espetáculo ‘Volta’ na cidade de Tampa (FL), no sábado (17). “A família Cirque du Soleil está em choque e devastada por esta tragédia”, afirmou o CEO Daniel Lamarre. “Yann esteve conosco por 15 anos e era amado por todos que tiveram a oportunidade de conviver com ele”, completou.

Em post no Instagram, Yann Arnaud, de 38 anos, escreveu horas antes do espetáculo, que ‘depois de muito trabalho e treino, o straps duo act  estaria finalmente no show daquela noite’.

Arnaud participava do espetáculo “Volta” em número no qual fazia acrobacias aéreas preso a faixas. O acrobata caiu de uma altura de cerca de quatro metros quando uma das faixas se rompeu. Ele foi levado a um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com Ben Ritter, um espectador citado pelo jornal Tampa Bay Times, o acidente foi “chocante”, com Arnaud permanecendo “desacordado e imóvel” logo após a queda.

Socorristas ainda levaram o artista ferido ao Tampa General Hospital, mas Arnaud não resistiu às lesões e acabou falecendo.

“Nos próximos dias e semanas, nosso foco será o suporte à família de Yann e a nossos colaboradores, especialmente ao time do [espetáculo] VOLTA, enquanto enfrentamos esse momento difícil juntos”, afirmou Lamarre.

Os dois espetáculos de “Volta” que se seguiriam ao de sábado foram cancelados. A turnê em Tampa terminaria no domingo (18). Yann Artaud não é o primeiro artista do Cirque du Soleil a morrer em decorrência a um acidente em cena. Em 2013 uma acrobata do grupo circense morreu após um acidente. Em 2016, o filho do fundador do Cirque du Soleil morreu após se acidentar no palco.

Yann era natural de Champigny-sur-Marne, um subúrbio a sudeste de Paris, na França, e vivia atualmente em Miami. Ele deixa esposa e filha.