Clube de golfe de Trump solicita mais vistos para contratação de estrangeiros

Trump National Golf Club em Briarcliff Manor, em Nova York, enviou petições do visto H-2 ao Departamento de Trabalho para contratar garçons e cozinheiros

0
3356
Clube de golfe de Trump precisa de trabalhadores estrangeiros
Clube de golfe de Trump precisa de trabalhadores estrangeiros

O clube privado de golfe do presidente Donald Trump no Condado de Westchester, New York, está solicitando, mais uma vez, ao governo vistos para a contratação temporária de estrangeiros para trabalharem como garçons, garçonetes e cozinheiros.  O Trump National Golf Club em Briarcliff Manor enviou petições do visto H-2 ao Departamento de Trabalho, alegando que planeja contratar um certo número de trabalhadores estrangeiros sazonais entre maio e outubro, segundo dados publicados no website do órgão governamental.

O programa H-2, também conhecido como “programa de trabalhadores visitantes”, permite que as empresas americanas contratem imigrantes para trabalhos sazonais; com a promessa de que elas deem preferência os cidadãos americanos que aplicarem para as vagas de trabalho.

O clube de Trump em Westchester apresentou petições para preencher vagas na cozinha com salários iniciais de $14,36 a hora e atendimento ao público a $15,20 a hora. As aplicações indicam que o clube não conseguiu encontrar nenhum cidadão americano interessado nas vagas de trabalho, embora fique localizado a apenas 35 milhas do populoso mercado de mão-de-obra de New York City.

A Casa Branca evitou comentar o assunto. Embora Trump tenha concorrido à presidência tendo como base de campanha a promessa de criar e trazer de volta vagas de trabalho ao país, as companhias dele têm dado entrada em centenas de vistos H-2 desde que ele anunciou que participaria da disputa presidencial. O balneário Mar-a-Lago de Trump em Palm Beach (FL) já solicitou cerca de 80 vistos ao ano desde 2008.

As empresas de Trump não foram acusadas de explorarem os trabalhadores estrangeiros sazonais, mas o programa H-2 foi citado pelas Nações Unidas (ONU) por colocar os imigrantes em situações nas quais eles podem sofrer abusos. (Com informações do BuzzFeed e Brazilian Voices).