Clube do Feijão Amigo se reúne em Orlando

O evento foi realizado na I Drive Nascar, em Orlando, e serviu como congraçamento do setor turístico às vésperas do primeiro turno das eleições gerais no Brasil

0
1939
Michel Tuma Ness (direita), presidente do Clube do Feijão Amigo, e George Halas, da New Porte Tours
Michel Tuma Ness (direita), presidente do Clube do Feijão Amigo, e George Halas, da New Porte Tours

Em sua sétima edição consecutiva, o Clube do Feijão Amigo se reuniu em Orlando no dia 4 de outubro para celebrar mais um encontro entre empresários das áreas de Hotelaria, Transportes Aéreos, Agentes de Viagens, Imprensa do Brasil, representantes dos sindicatos regionais de Turismo de vários estados brasileiros e convidados. O evento foi organizado por Marcelo Mattos e teve como destaque Michel Tuma Ness, presidente da Fenactur (Federação Nacional de Turismo) e um dos criadores do Clube do Feijão Amigo, que completou 40 anos de existência.

O evento foi realizado na I Drive Nascar, em Orlando, e serviu como congraçamento do setor turístico às vésperas do primeiro turno das eleições gerais no Brasil. Aproveitando a oportunidade, Michelão, como é conhecido, conclamou os presente a depositar seus votos em Bolsonaro. “Pela primeira vez, nós do Clube do Feijão Amigo falamos em política. Entretanto, agora, vemos ser necessária a saída do PT do governo para que seja possível a retomada do crescimento do Brasil e consequentemente haja um aumento de faturamento do setor turístico. E, se não der certo, depois tiramos e colocamos outro”.

Como ocorreu nos anos anteriores, Camila’s Restaurante foi quem cuidou do fornecimento da comida servida no evento – com cardápio constituído de feijão, arroz, salada, bife e ovos, como precozivam Michel Tuma Ness e Adel Auada, seu parceiro nesta empreitada.

Conforme consta da plataforma do evento, “nos almoços ou jantares do Clube do Feijão Amigo não há lugar marcado e o papo rola solto, despretensioso, descontraído e descompromissado. Os negócios perdem sua importância e prevalence o convívio gratificvante dos participantes. Busca-se unir, exalter o calor huimano, olhar os horizontes de almas e corações abertos, como nos mostram os caminhos do turismo, este elo a unir povos e raças, sem distinção e preconceitos de qualquer espécie!

Sábias palavras que devem preponderar sempre nos relacionamentos humanos.